Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/562
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Filhos da pátria, de João Melo: a afirmação da identidade nacional angolana através da expressão do multiculturalismo
metadata.dc.creator: Freitas, Ana Carolina Morais de
metadata.dc.contributor.advisor1: Kelm, Miriam Denise
Abstract: O presente trabalho tem por objetivo analisar a caracterização da identidade nacional angolana, através da expressão do multiculturalismo, representada pela literatura, mais especificamente, pela obra Filhos da Pátria (2008) do escritor João Melo, uma vez que o livro é um importante exemplo de literatura engajada ao contexto social. Na obra são retratadas as diversas facetas da sociedade angolana, fruto da diversidade étnica e, também, da era colonial, marcada pela imposição da cultura européia que influenciou, diretamente, a crise de identidade nacional, em Angola. Filhos da Pátria (2008) mostra aos leitores as “várias Angolas” que convivem em um mesmo espaço territorial por meio de uma literatura tão rica, mas ainda pouco divulgada, mesmo em países de Língua Portuguesa como o Brasil. O trabalho ambiciona, ainda, traçar uma pequena retrospectiva histórica que especifica os motivos pelos quais Angola, e mesmo a África, são consideradas mosaicos sociais. Afinal, a história influencia a cultura e a identidade dos povos, assim como, estas influenciam a história para, por fim, ambas encontrarem na literatura uma importante fonte de representação. Além da discussão que será apresentada no primeiro e segundo capítulo, elegemos para o terceiro três contos – “Ngola Kiluanje”, “Shakespeare Ataca de Novo” e “Abel e Caim” – representativos, tanto da temática sobre o multiculturalismo, quanto das estratégias narrativas visíveis nas intrusões do narrador e na intertextualidade.
This work aims to analyze the characterization of the Angolan national identity, through the expression of multiculturalism, represented in the literature, more specifically, in the book "Filhos da Pátria" (2008) written by John Melo. This book is an important example of literature as commitment to the social context.In the work are portrayed the different aspects of the Angolan society, as a result of ethnic diversity and also the colonial era, characterized by the imposition of European culture that influenced, directly, the national identity crisis in Angola. Filhos da Pátria (2008) shows for the readers with the "several Angolas" living in the same territorial area by means of a literature so rich, but still little publicized, even in Portuguese-speaking countries such as Brazil. The work aims also a short historical outline that specifies the reasons for Angola, and even Africa, are considered social mosaic. After all, the story influences the culture and identity of peoples, as well as they influence the story to find in literature an important source of representation. Besides the discussion that will be displayed in the first and second chapter, we elected three stories for the third chapter - “Ngola Kiluange”, “Shakespeare Ataca de Novo” and “Abel e Caim”- representing the theme about multiculturalism, the visible narratives strategies in the narrator’s intrusion and intertextuality.
Keywords: Letras
Identidade nacional
Angola
Multiculturalismo
Nação
Letters
National identity
Angola
Multiculturalism
Nation
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/562
Issue Date: 13-Jan-2012
Appears in Collections:Licenciatura em Letras - Português

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Carolina - Filhos da Pátria de João Melo.pdfTrabalho de Conclusão de Curso apresentado à banca do Curso de Letras da Universidade Federal do Pampa, como requisito parcial para obtenção do Título de Licenciado em Letras687,35 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons