???jsp.display-item.identifier??? https://repositorio.unipampa.edu.br/jspui/handle/riu/5560
Tipo: Dissertação
metadata.dc.title: Discutindo avaliação no ensino de ciências para estudantes do ensino fundamental: uma estratégia metodológica baseada em múltiplas representações e neurociência
metadata.dc.title.alternative: Discussing evaluation in science education for elementary school students: a methodological strategy based on multiple representations and neuroscience
Autor(es): Bica, Mário Sérgio Nunes
Primeiro Orientador: Roehrs, Rafael
Resumo: Pensar sobre avaliação exige a reflexão não somente de um processo técnico, mas também político. Discutir avaliação envolve uma reflexão, não somente da prática docente, mas também de um conjunto de fatores influenciados pela comunidade escolar. Portanto, devemos contemplar diferentes objetivos, procedimentos, instrumentos, e, sobretudo, valorizar a dimensão social e afetiva em que se situam estudantes e professores. A legislação brasileira aponta que os aspectos qualitativos devem sobrepor-se aos quantitativos no modo de avaliar os estudantes, porém, não estabelece objetivamente como estruturar esse modelo. Existe na literatura um amplo debate, com poucas investigações práticas, sobre como esses aspectos podem ser contemplá-los nos instrumentos avaliativos, inclusive na área do Ensino de Ciências. Nesse sentido, uma das grandes dificuldades no Ensino de Ciências é fazer com que os estudantes se apropriem dos diferentes instrumentos e símbolos utilizados para representar o discurso científico, conforme apontam as normas curriculares para a área e programas internacionais de avaliação. A linha de investigação das Múltiplas Representações, e estudos recentes da Neurociência salientam a importância de diferentes formas de comunicação no processo de ensino e aprendizagem, como forma de potencializar o processo cognitivo e neural, tão relacionados ao processo da aprendizagem. No entanto, o grande desafio que encontramos é como avaliar o uso de diferentes estratégias metodológicas utilizadas no ensino de ciências, e para isso torna-se necessário abrir mão de práticas avaliativas uniformes e convencionais. A avaliação deve subsidiar as decisões a respeito da aprendizagem dos estudantes concentrando-se no processo e não focando somente em um produto. O uso de avaliações sobre a variação representacional é necessário, e pode qualificar ainda mais o processo de educação em ciências. Em uma pesquisa-ação com estudantes de uma escola pública estruturamos uma Estratégia Metodológica que buscou levar coerência entre o processo de ensino aprendizagem, e os instrumentos avaliativos voltados a um grupo de conceitos científicos para uma turma de sexto ano do ensino fundamental. Foi possível discutir diferentes aspectos, analisados por meio de diferentes juízos de qualidade. Com isso, percebemos a importância do respeito ao ritmo, e a maneira como cada estudante constrói o seu conhecimento nas diferentes modalidades representacionais. Isso nos levou a inferir que as diferentes representações incitam a diferenciação, e não a indiferença em sala de aula. Dessa forma, acreditamos que a maneira como os instrumentos avaliativos foram inseridos nessa Estratégia Metodológica, se estabeleceram como uma alternativa viável de avaliação para o ensino fundamental, apresentando coerência com as diferentes representações empregadas. Além disso, essa pesquisa-ação procurou diminuir o distanciamento entre, o que a legislação e a literatura estabelecem, e o que de fato é praticado em sala de aula no Ensino de Ciências.
Abstract: Thinking about evaluation requires reflection, not only on a technical, but also a political process. Discuss evaluation involves a reflection, not only of the teaching practice, but also a set of factors influenced by the school community. Therefore, we must contemplate different objectives, procedures, instruments, and, above all, to value the social and affective dimension in which students and teachers are. Brazilian law shows that the qualitative aspects should overlap the quantitative on how to evaluate students, however, it does not objectively establish how to structure this model. There is in the literature a wide debate, with few practical investigations, about how these aspects can be contemplated in the evaluation instruments, including in science teaching area. In this sense, one of the great difficulties in science teaching is to make students take ownership of the different instruments and symbols used to represent scientific discourse, according to the curricular norms and international evaluation programs for the area. The research line of the Multiple Representations, and recent neuroscience studies point out the importance of different forms of communication in the teaching and learning process as a way to enhance the cognitive and neural process, so related to the learning process. However, the major challenge we encounter is how to evaluate the use of different methodological strategies used in science education, and for this it is necessary to give up uniform and conventional evaluative practices. The evaluation should support decisions regarding student learning, focusing on the process and not just focusing on one product. The use of representational variance evaluations is necessary and can further qualify the process of education in science. With this problematic, through an action research with students from a public school we structured a Methodological Strategy that sought to bring coherence between the process of teaching learning, and the evaluation tools for a group of scientific concepts for a sixth grade elementary school class. It was possible to discuss different aspects, analyzed through different quality judgments. With this, we realize the importance of respecting the rhythm, and the way each student builds their knowledge in the different representational modalities. This leads us to infer that different representations encourage differentiation, not indifference in the classroom. Thus, we believe that the way the evaluation instruments were inserted in this Methodological Strategy, established themselves as a viable alternative assessment for elementary school, consistent with the different representations employed. In addition, this action research sought to narrow the gap between, what the legislation and literature establish, and what is actually practiced in the classroom at Science Teaching.
metadata.dc.subject: Múltiplas representações
Neurociência
Evaluation
Science teaching
Multiple representations
Neuroscience
Avaliação
Ensino de ciências
Educação em ciências
Science education
CNPQ: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher: Universidade Federal do Pampa
Sigla da Instituição: UNIPAMPA
Campus: Campus Uruguaiana
Curso: Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde
metadata.dc.identifier.citation: BICA, Mário Sérgio Nunes. Discutindo avaliação no ensino de ciências para estudantes do ensino fundamental: uma estratégia metodológica baseada em múltiplas representações e neurociência. 77 p. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) - Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
metadata.dc.identifier.uri: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/5560
metadata.dc.date.issued: 2019
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.appears???Mestrado e Doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde

???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.files???
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.file??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.description??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.filesize??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.fileformat??? 
MARIO SÉRGIO BICA até JANJUL 2020.pdf2.86 MBAdobe PDF???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.view???


???jsp.display-item.copyright???