???jsp.display-item.identifier??? https://repositorio.unipampa.edu.br/jspui/handle/riu/5536
Tipo: Dissertação
metadata.dc.title: Meloxicam livre e Meloxicam nanoencapsulado como adjuvantes na analgesia trans e pós-operatória em cadelas submetidas à ovariohisterectomia
metadata.dc.title.alternative: Meloxicam free and Meloxicam nanoencapsulated as adjuvants in trans and postoperative analgesia in bitches undergoing ovariohysterectomy
Autor(es): Lugoch, Gabriela
Primeiro Orientador: Beckmann, Diego Vilibaldo
Resumo: O meloxicam é um potente fármaco anti-inflamatório utilizado no tratamento de dor musculoesquelética, inflamação e no manejo pré e pós-operatório. Apresenta alta permeabilidade intestinal e baixa solubilidade aquosa, sendo a dissolução seu fator limitante para absorção. Os efeitos colaterais mais frequentes incluem problemas gastrointestinais. Os nanocarreadores têm capacidade de aumentar a biodisponibilidade de fármacos, consequentemente diminuindo a dose necessária e efeitos adversos. O presente trabalho tem como objetivo avaliar meloxicam livre e meloxicam nanoencapsulado como adjuvantes na analgesia trans e pós-operatória em cadelas submetidas à ovariohisterectomia (OH). Vinte cadelas adultas hígidas foram distribuídas de forma aleatória no grupo ML (meloxicam livre) e no grupo MNano (nanocápsulas de meloxicam). Os dois grupos receberam as formulações na dose de 0,2 mg kg-1 , via oral, quatro horas antes da cirurgia. Foi realizado o procedimento cirúrgico de OH e avaliação da analgesia durante todo o transoperatório. A avaliação da dor pós-operatória foi realizada nas 48 horas após o procedimento. Na avaliação por meio da Escala de Glasgow Modificada, foi preconizada analgesia suplementar com metadona (0,3mg kg-1) para valores iguais ou superiores a 6/24. Para avaliação empregando Escala Visual Analógica foi utilizada uma ficha de papel retilínea com 100 mm de comprimento, sendo 30mm o nível de intervenção analgésica recomendado. Foi mensurada a função plaquetária através do tempo de sangramento após punção da mucosa labial antes da administração do meloxicam, quatro horas após, ao final do procedimento cirúrgico e 12 horas depois de ingerido o medicamento. Além disso, foi avaliada creatinina uma semana antes da cirurgia, 24 e 48 horas após administração do meloxicam. As formulações não excluíram utilização de analgesia suplementar no período transoperatório e não houve diferença significativa entre os grupos quanto à quantidade de resgatados (p>0,05). Os animais não necessitaram de resgate analgésico no período após a cirurgia e não houve diferenças na avaliação das escalas de dor entre os grupos nas 48 horas pós-operatório (p>0,05), bem como não houve alterações do tempo de sangramento e nos valores da creatinina. No grupo ML, dois animais apresentaram vômito e um apresentou aquesia seguida de fezes com estrias de sangue, no período pós- operatório. A nova formulação de meloxicam nanoencapsulado promoveu analgesia pós- operatória satisfatória em cadelas saudáveis submetidos à OH, demonstrando qualidade analgésica semelhante ao meloxicam livre, quando administrada via oral, em dose única, 4 horas antes do procedimento cirúrgico. Não houve diferença entre os grupos na analgesia transoperatória e apenas animais tratados com meloxicam livre apresentaram efeitos colaterais relacionados ao trato gastrointestinal no pós-operatório. Dessa forma, temos uma formulação nanoestruturada segura e eficaz como formulação alternativa aos produtos comerciais.
Abstract: Meloxicam is a potent anti-inflammatory drug used in treatment of musculoskeletal pain, inflammation and pre and postoperative management. This drug has high intestinal permeability and low aqueous solubility, with dissolution being its limiting factor for absorption. Common side effects include gastrointestinal problems. Nanocarriers have the ability to increase the bioavailability of drugs, decreasing the necessary dose and adverse effects. The present study aims to compare free meloxicam and nanoencapsulated meloxicam as adjuvants in trans and postoperative analgesia in bitches submitted to ovariohysterectomy. Twenty healthy adult female dogs were randomly distributed in the “ML” group (free meloxicam) and in the “MNano” group (nanoencapsulated meloxicam). The dose treatment was 0.2 mg kg-1 , via oral, four hours before the surgical procedure. The trans operative analgesia was performed during the surgical procedure. The postoperative pain assessment was performed during 48 hours after the procedure. The supplemental analgesia was recommended for values equal to or greater than 6/24 in the Modified Glasgow Scale and 30mm in the Visual Analogue Scale. Buccal mucosa bleeding time was measured before the administration of meloxicam, after 4 hours, in the end of surgical procedure and 12 hours after drug administration. In addition, creatinine was measured one week before surgery, 24 and 48 hours after meloxicam administration. The formulations did not exclude the use of supplementary analgesia in the trans operative period. There was no significant difference between the numbers of rescued in the two groups (p> 0.05). The animals did not require rescue analgesia after surgery and there were no clinically relevant differences in the assessment of pain scales between groups (p> 0.05). There were no changes in mucosa bleeding time and creatinine. Two animals presented vomiting and one animal presented aquesia followed by bloody stools in ML group in postoperative period. The nanoencapsulated meloxicam promoted satisfactory postoperative analgesia in a single dose, via oral, four hours before the surgical procedure in healthy dogs submitted to ovariohysterectomy. There was no difference between groups in the transoperative analgesia and only animals treated with free meloxicam had side effects related to the gastrointestinal tract in postoperative period. The nanostructured formulation is safe and effective and is an alternative formulation to commercial products.
metadata.dc.subject: AINE
Nanotecnologia
Nociception
Pain
NSAID
Nanotechnology
Nocicepção
Dor
Cães
Dogs
CNPQ: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher: Universidade Federal do Pampa
Sigla da Instituição: UNIPAMPA
Campus: Campus Uruguaiana
Curso: Mestrado Acadêmico em Ciência Animal
metadata.dc.identifier.citation: LUGOCH, Gabriela. Meloxicam livre e meloxicam nanoencapsulado como adjuvantes na analgesia trans e pós-operatória em cadelas submetidas à ovariohisterectomia. 56 p. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) – Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
metadata.dc.identifier.uri: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/5536
metadata.dc.date.issued: 2020
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.appears???Mestrado e Doutorado em Ciência Animal

???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.files???
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.file??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.description??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.filesize??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.fileformat??? 
GABRIELA LUGOCH ate ago 2022.pdf
Restrito até 2024-01-01
516.35 kBAdobe PDF???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.view???


???jsp.display-item.copyright???