???jsp.display-item.identifier??? https://repositorio.unipampa.edu.br/jspui/handle/riu/5117
Tipo: Dissertação
metadata.dc.title: Lesões podais em ovinos na mesorregião Sudoeste Rio-Grandense
metadata.dc.title.alternative: Foot lesions in sheep from southwest mesoregion of Rio Grande do Sul state
Autor(es): Silveira, Caroline da Silva
Primeiro Orientador: Anjos, Bruno Leite dos
Resumo: Doenças podais são uma das principais injúrias em rebanhos de pequenos ruminantes em diversos países e a pododermatite infecciosa (Footrot) é relatada como a mais frequente em ovinos no Brasil. No Rio Grande do Sul, as doenças podais ainda são um grave problema para os criadores de ovinos e pouco tem sido feito para saná-las. O Footrot, mesmo se tratando de uma doença de notificação obrigatória e frequente na região, os registros oficiais sobre a situação da doença nos rebanhos são escassos. Esse trabalho teve como objetivo descrever as principais características das lesões podais observadas em ovinos da Mesorregião Sudoeste do Rio Grande do Sul, com ênfase nos aspectos epidemiológicos, macroscópicos, microscópicos e radiográficos das lesões de Footrot. O estudo foi realizado em duas etapas. Inicialmente foram avaliados ovinos em 27 propriedades rurais, das quais 21 registraram a ocorrência de lesões podais em ovinos com perdas econômicas significativas. Aproximadamente 1.700 ovinos, em média 10% dos animais do rebanho, apresentavam diferentes graus de claudicação decorrente de lesões podais que, macroscopicamente, variavam de brandas a severas. Posteriormente, foram avaliados os variados graus de lesões de Footrot nos ovinos. Em casos de abate e necropsia, os cascos dos ovinos com as lesões foram submetidos à avaliação macroscópica, radiográfica e microscópica. Dessa forma a doença foi classificada em cinco graus de severidade que variaram de 1 (lesões leves) a 5 (lesões graves). Verificou-se que diversos fatores como clima e manejo foram favoráveis para o desenvolvimento das lesões podais e essas estão associadas, na maioria dos casos, a Footrot em diferentes estágios de evolução. A partir dessa classificação em graus foi possível classificá-los macroscopicamente em duas síndromes clínicas propostas, a saber Footrot benigno e maligno. Essa classificação facilita o estabelecimento das medidas de controle com intuito de limitar a propagação da doença e evitar a evolução das lesões nos cascos acometidos.
Abstract: Foot diseases are one of the main disorders in small ruminant flocks in several countries and infectious pododermatite (Footrot) is reported as the most frequent podal lesions in sheep in Brazil. In Rio Grande do Sul state, foot diseases still a serious problem for sheep farmers and little has been done to remedy them. Footrot is a notifiable disease and frequent in the region, the official records on the disease situation in herds are scarce. This study aimed to describe the main features of foot lesions observed in sheep from Mesoregion Southwest of Rio Grande do Sul, with emphasis on epidemiology, macroscopic, microscopic and radiographic changes of Footrot injuries. The study was conducted in two steps. Initially, sheep were evaluated on 27 farms, of which 21 showed records of the occurrence of foot lesions in sheep and significant economic losses. Approximately 1,700 sheep, about 10% of the flocks, showed varying degrees of lameness due to foot lesions, macroscopically characterized as mild to severe. Subsequently, they assessed the varying degrees of injuries Footrot in sheep. Hooves with injuries were submitted to macroscopic, radiographic and microscopic evaluation. Thus the disease was classified into five grades of severity ranging from 1 (mild injury) to 5 (severe damage). It has been found that several factors such as weather and handling were favorable for the development of foot injuries and these are associated in most Footrot cases in different stages of evolution. Based on the classification in degrees of infectious pododermatitis it was possible to classify them macroscopically in clinical syndromes proposed as benign and malignant Footrot. This classification facilitates the establishment of control measures with the intention of reduce spread of disease and prevent the development of lesions in affected hooves.
metadata.dc.subject: Medicina veterinária
Ortopedia veterinária
Claudicação
Dichelobacter nodosus
Doença podal
Footrot
Ovinos
Lameness
Dichelobacter nodosus
Foot disease
Footrot
Sheep
Veterinary medicine
Veterinary orthopedics
CNPQ: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher: Universidade Federal do Pampa
Sigla da Instituição: UNIPAMPA
Campus: Campus Uruguaiana
Curso: Mestrado Acadêmico em Ciência Animal
metadata.dc.identifier.citation: SILVEIRA, Caroline da Silva. Lesões podais em ovinos na mesorregião Sudoeste Rio-Grandense. 85 p. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) – Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
metadata.dc.identifier.uri: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/5117
metadata.dc.date.issued: 23-Feb-2016
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.appears???Mestrado e Doutorado em Ciência Animal

???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.files???
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.file??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.description??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.filesize??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.fileformat??? 
Caroline da Silva Silveira.pdf6.58 MBAdobe PDF???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.view???


???jsp.display-item.copyright???