???jsp.display-item.identifier??? https://repositorio.unipampa.edu.br/jspui/handle/riu/4672
Tipo: Tese
metadata.dc.title: Identificação molecular e avaliação clínica, bioquímica e hematológica em equinos e caninos com Leishmaniose
metadata.dc.title.alternative: Molecular identification and clinical, biochemical and hematological evaluation in horses and canines with Leishmaniasis
Autor(es): Escobar, Taiane Acunha
Primeiro Orientador: Manfredini, Vanusa
Coorientador: Lübeck, Irina
Resumo: A leishmaniose é uma enfermidade parasitária infeciosa, de transmissão vetorial, causada pelos protozoários do gênero Leishmania. Acomete diversas espécies vertebradas, sendo o cão, o principal reservatório urbano. Os equinos, especialmente em contato com reservatórios ou vetores, podem ser infectados. Frente à situação epidemiológica da leishmaniose visceral (LV) em Uruguaiana, fronteira oeste do Rio Grande do Sul, a qual é classificada como área de transmissão da enfermidade, o presente estudo teve finalidade de realizar a identificação molecular das espécies de Leishmania em caninos e equinos, bem como avaliar sinais clínicos, alterações hematológicas, bioquímicas e de estresse oxidativo dos animais infectados. Participaram do experimento 127 animais (98 equinos e 29 caninos), de ambos os sexos com raças e idades variadas, entre novembro de 2016 e setembro de 2017, de regiões urbanas e periurbanas do município. Foi realizada anamnese e os animais foram submetidos a avaliação clínica e coleta de sangue periférico. O diagnóstico molecular, empregando Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), foi realizado após extração de DNA do sangue, com dois pares de iniciadores: RV1/RV2 – os quais hibridizam a região LT1 do kDNA gerando um amplicon de 145 pb; e os iniciadores L5.8SR/LITSV – específicos para a região ITS2 do DNA ribossomal, gerando um amplicon de 750 pb. Estes amplicons tiveram sua sequência determinada, a qual foi posteriormente utilizada para inferência filogenética. As alterações hematológicas e bioquímicas foram avaliadas com analisador hematológico (Sysmex KX-21N), contagem diferencial em lâminas de esfregaço e analisador bioquímico (Wiener CM 200) com kits comerciais Bioclin - Quibasa. O dano oxidativo foi mensurado pelo emprego das técnicas de Peroxidação lipídica e carbonilação de proteínas. O diagnóstico molecular identificou 14 equinos e 15 caninos infectados por Leishmania spp.. Destes, foram determinadas as sequências obtidas nos amplicons oriundos de 11 equinos e 14 caninos. A caracterização molecular revelou similaridade com: Leishmania infantum/ Leishmania chagasi, Leishmania donovani e Leishmania major. As principais alterações clínicas e hematológicas encontradas foram: lesões de pele, nódulos, linfadenopatia, redução da quantidade de hemácias e hematócrito, além de aumento da ureia em equinos. Nos cães, observou-se uma diminuição na quantidade de hemácias e linfocitose. Não foram observadas alterações nos marcadores de estresse oxidativo. Este trabalho foi pioneiro na identificação e caracterização de Leishmania spp. circulantes na região da fronteira oeste do Rio Grande do Sul, após a classificação desta área como local de transmissão da LV. Também, foram iniciadas as investigações sobre a infecção por Leishmania e a avaliação das alterações clínicas, hematológicas, bioquímicas e de estresse oxidativo em equinos provenientes de áreas com LVC no município. Pesquisas devem ser intensificadas para reconhecer os diferentes hospedeiros e suas alterações clínicas, bem como aprimorar as técnicas de identificação e caracterização das espécies infectantes na região, que representa fundamental importância epidemiológica considerando a localização, Brasil/Uruguai/Argentina, para então reavaliar-se as medidas de controle e prevenção da leishmaniose.
Abstract: Leishmaniosis is a vector-borne infectious parasitic disease, caused by Leishmania protozoa. It affects several vertebrate species, being the dog as the main urban reservoir. Equines can also be infected, especially when in contact with reservoirs or vectors in endemic areas. In view of the epidemiological situation of visceral leishmaniosis (VL) in Uruguaiana, western border of Rio Grande do Sul, as the transmission area, this study was carried out to perform molecular identification of Leishmania sp. in canines and equines, as well as to evaluate clinical signs, haematological, biochemical and oxidative stress disorders of infected animals. A total of 127 animals (98 horses and 29 canines) of both genders with different breeds and ages, in the period ranging from November 2016 to September 2017, present either in urban and suburbs areas of the municipality, participated in the experiment. Anamnesis was performed and the animals underwent clinical evaluation and peripheral blood collection. The molecular diagnosis was performed using Polymerase Chain Reaction (PCR) with DNA isolated from blood samples, with two primer pairs: RV1 / RV2 - which hybridizes to kDNA LT1 region (amplicon of 145 bp); and the L5.8SR / LITSV primers - specific for the 750 bp ribosomal DNA ITS2 region. These amplicons had their sequences determined and used for phylogenetic inference. Haematological and biochemical changes were assessed with hematology analyzer (Sysmex KX-21N), differential smear slide count and biochemical analyzer (Wiener CM 200) with commercial Bioclin - Quibasa kits. Lipid peroxidation and protein carbonylation techniques were employed for oxidative damage analysis. Molecular diagnosis identified 14 horses and 15 canines infected by Leishmania spp.. From these, the amplicons obtained from 11 horses and 14 canines were determined. Molecular characterization revealed similarity with: Leishmania infantum / Leishmania chagasi, Leishmania donovani and Leishmania major. The main clinical and haematological disorders were: skin lesions, nodules, lymphadenopathy, red blood cells and hematocrit decrease, and increase of urea in horses. In dogs, there were a decrease in the amount of red blood cells and lymphocytosis. No changes in oxidative stress markers were observed. This work pioneered the identification and characterization of Leishmania spp. circulating in the western border region of Rio Grande do Sul, after identifying this area as the transmission area for VL. In addition, investigations into the Leishmania infection and the evaluation of clinical, hematological, biochemical and oxidative stress alterations in horses from areas with CVL in the municipality were initiated. Research should be intensified to recognize the different hosts and their clinical alterations, as well as to improve the identification and characterization techniques of the infecting species in the region, which represents fundamental epidemiological importance considering the location, Brazil / Uruguay / Argentina, in order to re-evaluate the measures of control and prevention of leishmaniosis.
metadata.dc.subject: Canine visceral leishmaniosis
Equine leishmaniosis
Parasitic Disease
Diagnostic Methods
Infection
CNPQ: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher: Universidade Federal do Pampa
Sigla da Instituição: UNIPAMPA
Campus: Campus Uruguaiana
Curso: Doutorado em Bioquímica
metadata.dc.identifier.citation: ESCOBAR, Taiane Acunha Escobar. Identificação molecular e avaliação clínica, bioquímica e hematológica em equinos e caninos com Leishmaniose. 104 p. Tese (Doutorado em Bioquímica) – Universidade Federal do Pampa, Campus Uruguaiana, Uruguaiana, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
metadata.dc.identifier.uri: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4672
metadata.dc.date.issued: 31-Oct-2019
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.appears???Mestrado e Doutorado em Bioquímica

???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.files???
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.file??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.description??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.filesize??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.fileformat??? 
TAIANE ESCOBAR.pdf8.3 MBAdobe PDF???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.view???


???jsp.display-item.copyright???