???jsp.display-item.identifier??? http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3767
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.full???
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.dcfield??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.value??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.lang???
dc.contributor.advisor1Feltrin, Rafael Matias-
dc.creatorAndrade, Lucas Ibrahim Goulart de-
dc.date.accessioned2019-02-20T11:55:03Z-
dc.date.available2019-
dc.date.available2019-02-20T11:55:03Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationANDRADE, Lucas Ibrahim Goulart de. Uso da modelagem de solos para identificar áreas sujeitas a erosão em cultivo de oliveiras. 2018. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso – Curso de Geologia, Universidade Federal do Pampa, Caçapava do Sul, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3767-
dc.description.abstractSoil erosion is a natural process, but in some situations this process can be intensified, as in olive plantations. Severe soil erosion can become an aggravating problem, causing serious damage such as loss of soil fertility. In this way, that problem should be avoided through good practices and, if it occurs, it should be remedied as soon as possible. The computational simulation of soil erosion improves the process of identifying areas subject to erosion, establishing more effective solutions. In this scenario, the present work generated computational simulations of soil erosion in two different olive tree plantations, both of which were inserted in the highest growing regions of this plantation, the south-central region of Rio Grande do Sul and the south of Minas Gerais. The study areas are located at the city of Caçapava do Sul - RS and Baependi-MG. Through the Water Erosion Prediction Project (WEPP) model, with the climatic simulator CLIMABR, were generated computational simulations of soil erosion up to 10 years for both olive crops. In this way, the sites of greater erosion were identified in the olive plantations. From the comparison between these two plantations, which are under different climatic and topographic regimes, it was possible to recognize the parameters of greater influence in the erosion of both situations. It was determined that the soil and topography of Baependi are more erosive than those of Caçapava, and that the climate of Caçapava is more erosive than that of Baependi. Moreover, the plantation in Baependi has the maximum erosion calculated was 19 tons of soil per hectare in one year, while in Caçapava do Sul it was up to 7.1 tons of soil per hectare in one year. Baependi was classified as environmentally incorrect in relation to erosion, being outside the tolerable limits for 64 years. Thus, soil erosion was simulated for the Baependi plantation, using a set of erosion reduction techniques. Through the combination of terraced and planting practices in vetiver lineage, the most effective and economical solution suggested to combat the exacerbated erosion in Baependi was the implantation of terraces in 140 m and 190 m, with vetiver. While for Caçapava do Sul, it was classified as environmentally correct, being totally within the limit of soil erosion tolerance in 04 years.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pampapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSimulação computacionalpt_BR
dc.subjectErosão do solopt_BR
dc.subjectWEPPpt_BR
dc.subjectOliveiraspt_BR
dc.subjectComputational simulationpt_BR
dc.subjectSoil erosionpt_BR
dc.subjectOlive treespt_BR
dc.titleUso da modelagem de solos para identificar áreas sujeitas a erosão em cultivo de oliveiraspt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5194725771640202pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8643955703074641pt_BR
dc.publisher.initialsUNIPAMPApt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRApt_BR
dc.description.resumoA erosão do solo é um processo natural, porém, em algumas situações este processo pode ser intensificado, como em plantações de oliveira. A intensa erosão do solo pode-se tornar um problema agravante, causando sérios prejuízos como a perda de fertilidade do solo. Desta forma, deve-se evitá-la através de boas práticas e, caso ocorra, deve-se remedia-la o mais rápido possível. A simulação computacional da erosão do solo aperfeiçoa o processo de identificação de áreas sujeitas à erosão, instaurando soluções mais efetivas. Neste cenário, o presente trabalho gerou simulações computacionais da erosão do solo em dois distintos plantios de oliveira, ambos inseridos nas regiões de maior crescimento da plantação, a região centro-sul do Rio Grande do Sul e o sul de Minas Gerais. As áreas de estudo localizam-se nos municípios de Caçapava do Sul - RS e Baependi-MG. Através do modelo Water Erosion Prediction Project (WEPP), em conjunto com o simulador climático CLIMABR, foram geradas simulações computacionais da erosão do solo em 10 anos, para ambos os cultivos de oliveira. Deste modo, identificaramse os locais de maior erosão nos plantios de oliveira. A partir da comparação entre esses dois plantios, os quais estão sob diferentes regimes climáticos e topográficos, foi possível reconhecer os parâmetros de maior influência na erosão de cada situação. Determinou-se que o solo e a topografia de Baependi são mais erosivos que os de Caçapava, e que o clima de Caçapava é mais erosivo que o de Baependi. A erosão máxima calculada para Baependi foi de 19 toneladas de solo por hectare em um ano, enquanto em Caçapava do Sul foi de até 7,1 toneladas de solo por hectare em um ano. Baependi foi classificada como ambientalmente incorreta em relação a erosão, estando fora dos limites toleráveis por 64 anos. Desta forma, simulou-se a erosão do solo para a plantação de Baependi, com um conjunto de técnicas redutoras da erosão, combinando práticas de terraceamento e plantação em linha de vetiveres. A solução mais eficaz e econômica sugerida para combater a erosão exacerbada em Baependi foi a implantação de terraceamentos em 140 m e 190 m, com vetiveres sobre eles. Já Caçapava do Sul, foi classificada como ambientalmente correta, estando totalmente dentro do limite de tolerância da erosão do solo em 04 anos.pt_BR
dc.publisher.departmentCampus Caçapava do Sulpt_BR
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.appears???Geologia

???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.files???
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.file??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.description??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.filesize??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.fileformat??? 
Lucas Ibrahim Goulart de Andrade - 2018.pdf3,32 MBAdobe PDF???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.view???


???jsp.display-item.copyright???