Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4115
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Publicidade e educomunicação: uma análise de percepção em comentários digitais da campanha “meninas fortes” Nescau
metadata.dc.creator: Nunes, Raquel Sabóia
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Mérli Leal
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Denise Teresinha da
metadata.dc.contributor.referee2: Rocha, Marcelo da Silva
metadata.dc.description.resumo: Por muitos anos, a publicidade seguiu padrões e conotações a respeito de gênero, atribuindo diferenças entre feminino e masculino. Quando relacionada à prática de esportes por mulheres, acreditava-se que a mesma estaria rompendo com a ideia de feminilidade e as oportunidades eram mínimas, porém, com o passar dos tempos, e com as mudanças oriundas da tecnologia e informação, as mulheres começaram a ser vistas de maneiras diferentes e assim passam a conquistar seu espaço. Apesar dos diversos avanços conquistados, percebemos que o arquétipo feminino ainda está voltado para fragilidade. E é a partir desse cenário que surge a necessidade de abordar como a publicidade vem contribuindo para desconstrução desses estereótipos que se fazem ainda muito presentes. Dessa forma, a problemática do nosso trabalho consiste em descobrir se o comercial “Meninas Fortes”, da marca Nescau, contribui ou não no processo de desconstrução de estereótipos em relação à prática de esportes por meninas. Para responder essa questão, identificaremos, nos comentários da fanpage no Facebook da marca como o tema foi debatido pelos seguidores e quais valores foram percebidos. Descreveremos as percepções e como o tema foi debatido pelos mesmos. Para tanto, foram utilizadas na construção do nosso referencial teórico as perspectivas de autores como Vestergaard e Schroder, Naomi Wolf e Rachel Moreno, que retratam a história do feminino na propaganda. Silvana Goellner, com a relação mulher e esporte, Judith Butler com a abordagem sobre gênero, e também a conceituação de Educomunicação por Ismar Soares, Martin Barbero, Paulo Freire e Mario Kaplun, onde podemos perceber a existência de novas maneiras de comunicar, rompendo com padrões existentes, em que a propaganda é capaz de educar. Utilizamos como metodologia os autores Maria Cecília Minayo, Antônio Carlos Gil, Laurence Bardin e Paulo Freire. A investigação consiste em uma abordagem qualitativa, com pesquisa bibliográfica, complementada pela técnica em análise de conteúdo.
Abstract: For many years advertising followed patterns and connotations about gender, attributing differences between the feminine and the masculine. When related to the practice of sports by women, it was believed that the same would be incompatible with the idea of femininity, and the opportunities were minimal, but with the passing of time, and with the changes coming from technology and information, women began to be seen in different ways and thus started to conquer their space. Despite the many advances made, we realize that the feminine archetype is still focused on fragility. And it is from this scenario that arises the need to address how advertising has contributed to the deconstruction of these stereotypes that are still very present. Thus, the main question of our work is if the commercial "Meninas Fortes" of the Nescau brand contributes or not in the process of deconstruction of stereotypes in relation to the practice of sports by girls. To answer this question, we will identify, in the comments of the Facebook fanpage of the brand, how the theme was debated by the followers and what values were perceived. We will describe the perceptions and how the theme was debated by them. To that end, the perspectives of authors such as Vestergaard and Schroder, Naomi Wolf and Rachel Moreno, who portray the history of the feminine in advertising, were used in constructing our theoretical framework. Silvana Goellner with the relation between woman and sport, Judith Butler with the approach on gender, and also the conception of Educommunication by Ismar Soares, Martin Barbero, Paulo Freire and Mario Kaplun, where we can perceive the existence of new ways of communicating, breaking with existing standards, in which advertising is capable of educating. We use as methodology the authors Maria Cecília Minayo, Antônio Carlos Gil, Laurence Bardin and Paulo Freire. The research consists on a qualitative approach, with bibliographical research, complemented by the technique of content analysis.
Keywords: Publicidade
Identidade de gênero
Mulheres
Esportes para mulheres
Publicity
Gender identity
Women
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus São Borja
Citation: NUNES, Raquel Sabóia. Publicidade e educomunicação: uma análise de percepção em comentários digitais da campanha “meninas fortes” Nescau. 2017. 64 p. Trabalho de Conclusão do Curso (Graduação em Publicidade e Propaganda) - Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja, São Borja, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4115
Issue Date: 7-Dec-2017
Appears in Collections:Publicidade e Propaganda

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Raquel Sabóia Nunes 2017.pdf1,37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.