???jsp.display-item.identifier??? http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3860
Tipo: Dissertação
metadata.dc.title: Descrição de novos materiais referentes à tapejaridae (pterosauria, pterodactyloidea) da formação romualdo (bacia do Araripe, Ceará, Brasil)
metadata.dc.title.alternative: Description of new materials related to the tapejaridae (pterosauria, pterodactyloidea) of the romualdo formation (Araripe basin, Ceará, Brazil)
Autor(es): Aires, Alex Sandro Schiller
Primeiro Orientador: Silva, Sérgio Dias da
Coorientador: Kellner, Alexander Wilhelm Armin
1° Membro da banca: Schultz, César Leandro
2° Membro da banca: Soares, Marina Bento
3° Membro da banca: Boldo, Juliano Tomazzoni
4° Membro da banca: Sayão, Juliana Manso
Resumo: O clado Pterosauria é constituído por répteis alados que viveram durante a Era Mesozóica (entre 215 a 65 milhões de anos antes do presente) e habitaram diversas regiões do planeta. Pertencente a este clado, o grupo Tapejaridae é caracterizado principalmente pela peculiar morfologia rostral e por não possuir dentes. O estudo filogenético de tapejarídeos do nordeste do Brasil é baseado na sua maioria em elementos do crânio, devido à escassez de esqueletos pós-cranianos. Este estudo descreve morfologicamente e classifica, através de análise filogenética, um novo espécime atribuído à Tapejaridae, proveniente da Formação Romualdo (Grupo Santana, Bacia do Araripe, CE). O material compreende dez vértebras articuladas (as três últimas cervicais e também as sete primeiras dorsais que se fusionam, formando o notário), o escapulocoracóide direito, a escápula e o coracóide esquerdos, um fragmento de esterno, o úmero direito parcialmente preservado, um fragmento da 4ª falange do dígito alar, a porção distal do femur direito e a porção proximal da tíbia/fíbula. Foram geradas três árvores na análise filogenética, sendo que em duas delas AMNH 22567 foi posicionado dentro de Thalassodrominae. Contudo, na outra árvore o espécime se pocisionou como Tapejaridae basal. Mesmo assim, sua assignação como Thalassodrominae se justifica pela presença de três foramens posicionados dorsal e lateralmente ao canal neural nas vértebras cervicais; presença de notário e presença de um forâmen pneumático ventral na porção proximal do úmero. Estes materiais são os mais completos elementos pós-cranianos deste grupo de pterossauros descritos até o momento. Com relação à paleobiogeografia, Tapejaridae aparenta ter surgido no oeste da Eurásia durante o Neojurássico, migrando para sudoeste e dando origem as formas eocretácicas da Bacia do Araripe.
Abstract: O clado Pterosauria é constituído por répteis alados que viveram durante a Era Mesozóica (entre 215 a 65 milhões de anos antes do presente) e habitaram diversas regiões do planeta. Pertencente a este clado, o grupo Tapejaridae é caracterizado principalmente pela peculiar morfologia rostral e por não possuir dentes. O estudo filogenético de tapejarídeos do nordeste do Brasil é baseado na sua maioria em elementos do crânio, devido à escassez de esqueletos pós-cranianos. Este estudo descreve morfologicamente e classifica, através de análise filogenética, um novo espécime atribuído à Tapejaridae, proveniente da Formação Romualdo (Grupo Santana, Bacia do Araripe, CE). O material compreende dez vértebras articuladas (as três últimas cervicais e também as sete primeiras dorsais que se fusionam, formando o notário), o escapulocoracóide direito, a escápula e o coracóide esquerdos, um fragmento de esterno, o úmero direito parcialmente preservado, um fragmento da 4ª falange do dígito alar, a porção distal do femur direito e a porção proximal da tíbia/fíbula. Foram geradas três árvores na análise filogenética, sendo que em duas delas AMNH 22567 foi posicionado dentro de Thalassodrominae. Contudo, na outra árvore o espécime se pocisionou como Tapejaridae basal. Mesmo assim, sua assignação como Thalassodrominae se justifica pela presença de três foramens posicionados dorsal e lateralmente ao canal neural nas vértebras cervicais; presença de notário e presença de um forâmen pneumático ventral na porção proximal do úmero. Estes materiais são os mais completos elementos pós-cranianos deste grupo de pterossauros descritos até o momento. Com relação à paleobiogeografia, Tapejaridae aparenta ter surgido no oeste da Eurásia durante o Neojurássico, migrando para sudoeste e dando origem as formas eocretácicas da Bacia do Araripe.
metadata.dc.subject: Thalassodrominae
Cretáceo Inferior
Grupo Santana
Morfologia - pós-crânio
Lower Cretaceous
Santana Group
Post-cranial morphology
CNPQ: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher: Universidade Federal do Pampa
Sigla da Instituição: UNIPAMPA
Campus: Campus São Gabriel
Curso: Mestrado Acadêmico em Ciências Biológicas
metadata.dc.identifier.citation: AIRES, Alex Sandro Schiller. Descrição de novos materiais referentes à tapejaridae (pterosauria, pterodactyloidea) da formação romualdo (bacia do Araripe, Ceará, Brasil). 2013. 90 f. Dissertação (Mestrado acadêmico em Ciências Biológicas). Universidade Federal do Pampa, Campus São Gabriel, São Gabriel, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
metadata.dc.identifier.uri: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3860
metadata.dc.date.issued: 19-Feb-2013
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.appears???Mestrado e Doutorado em Ciências Biológicas

???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.files???
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.file??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.description??? ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.filesize??????org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.fileformat??? 
Descrição de novos materiais referentes à tapejaridae (pterosauria, pterodactyloidea) da formação romualdo (bacia do Araripe, Ceará, Brasil).pdf4,29 MBAdobe PDF???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.view???


???jsp.display-item.copyright???