Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/974
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: A política externa brasileira para a Iugoslávia de Tito de 1945 a 1980
metadata.dc.creator: Faria, Débora Juliana Ribeiro de
metadata.dc.contributor.advisor1: Nascimento, Flávio Augusto Lira
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho teve por objetivo historicizar e analisar a política externa brasileira para a Iugoslávia de Tito. A política externa analisada corresponde ao período de 1945 a 1980, tendo sido este contexto escolhido por marcar o início e o fim da Iugoslávia sob a administração de Josip Broz Tito. A política externa brasileira, ao longo dos 35 anos abordados neste trabalho, foi caracterizada por posturas e interesses diferenciados, em acordo com a condução das presidências. Enquanto isso, a Iugoslávia possuiu um só tipo de governo – socialista - e um único presidente – Josip Broz Tito. Assim, o intuito desta pesquisa é analisar o diálogo diplomático entre o Brasil e a Iugoslávia, de 1945 a 1980, discutindo como fluíram as relações entre dois países tão diferentes e como a política externa e o cenário internacional influenciaram neste diálogo. Nossa hipótese é a de que o cenário internacional e as diretrizes da política externa brasileira foram fatores que colaboraram para um fortalecimento da diplomacia entre Belgrado e Brasília. Por outro lado, o fato de a Iugoslávia possuir um modelo de governo dispare em relação ao brasileiro não foi um empecilho para o estreitamento do diálogo diplomático. Esta análise tem a intenção de contribuir academicamente com os estudos deste tema, pois observou-se, desde os primeiros contatos com esta temática, uma falta de motivações para que pesquisadores se debruçassem com afinco sobre a mesma, resultando em uma grande escassez de material bibliográfico. Sobre a metodologia utilizada, primeiramente foi aplicada a pesquisa exploratória, por meio da coleta de dados na Biblioteca do Itamaraty e do diálogo com a Divisão de Europa II, também do Itamaraty. Em seguida utilizou-se para a elaboração do trabalho a pesquisa de natureza qualitativa bibliográfica e o método histórico documental, por meio da análise de conteúdo, tendo em vista a importância de se construir uma base sólida de conhecimento acerca dos fatos relacionados aos processos de diálogo bilateral entre Brasil e Iugoslávia no período compreendido entre os anos 1945 a 1980.
Abstract: This research aimed to historicize and analyze Brazilian foreign policy for the Yugoslavia of Tito. The foreign policy analyzed corresponds to the period from 1945 to 1980, having been chosen this context in order it marks the beginning and the end of Yugoslavia under Josip Broz Tito administration. Brazilian foreign policy, over the 35 years discussed in this research, was characterized by different attitudes and interests, in accordance with the conduct of presidencies. Meanwhile, Yugoslavia owned only one type of government - socialist - and a single president - Josip Broz Tito. Thus, the purpose of this research is to analyze the diplomatic dialogue between Brazil and Yugoslavia, from 1945 to 1980, discussing how relations between two such different countries flowed and how foreign policy and international scenario influenced in this dialogue. Our hypothesis is that the international scenario and the guidelines of the Brazilian foreign policy contributed to the strengthening of diplomacy between Belgrade and Brasilia. Moreover, the fact that Yugoslavia had a model of government which differs from the brazilian goverment was not an impediment to strengthen the diplomatic dialogue. This analysis intends to contribute academically to the studies of this issue, considering that, since the first contact with this theme, a lack of motivation for researchers dedicate themselves diligently to the theme was observed, resulting in a huge scarcity of publications. Concerning the methodology used, first of all, it was applied the exploratory research, based on the data collection at the Itamaraty´s Library and the dialogue with Europe Division II, also of Itamaraty. Then, in order to elaborate this work, it was used the qualitative research and the documentary historical method, considering the importance of building a solid foundation of knowledge about the factors related to the bilateral dialogue processes between Brazil and Yugoslavia from 1945 to 1980.
Keywords: Yugoslavia
Brazilian foreign policy
International relations: Brazil
Relações internacionais: Brasil
Política externa brasileira
Iugoslávia
Era Vargas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.department: Campus Santana do Livramento
Citation: FARIA, Débora Juliana Ribeiro de. A política externa brasileira para a Iugoslávia de Tito de 1945 a 1980. Santana do Livramento: Unipampa, 2014.
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/974
Issue Date: 12-Aug-2014
Appears in Collections:Relações Internacionais



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons