Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/841
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: A atuação da política externa estadunidense na região do Cáspio: a busca pela segurança energética em um barril de pólvora (1993-2008)
metadata.dc.creator: Bunder, Tulio Cezar de Oliveira
metadata.dc.description.resumo: A busca pela segurança energética tem sido, para os EUA, um dos pilares de sua política externa desde o primeiro Choque do Petróleo em 1973. A partir de então, observa-se o desenvolvimento gradual de uma ampla estratégia dos EUA em controlar as reservas e o destino dos hidrocarbonetos do mundo, evidenciada por um maior engajamento – quer seja político, econômico ou militar – nas regiões ricas em recursos energéticos. Neste sentido, após a desintegração do território soviético e o surgimento dos novos Estados independentes, ricos em reservas de hidrocarbonetos, da região do Mar Cáspio, nota-se a progressiva intensificação da presença estadunidense na região, amparada no discurso de difusão da democracia e defesa das soberanias dos jovens entes estatais. Entretanto, de 1991 até os dias atuais, observou-se uma contínua instabilidade e crescente militarização na região. Deste modo, este trabalho propõe que, além das rivalidades étnicas históricas, a causa da instabilidade na Região do Cáspio está relacionada a estratégia de segurança energética adotada pelos EUA, que colidiu com o interesse russo e chinês na região. Para demonstrar isto, busca-se apresentar os diferentes meios utilizados por Washington para controlar a região e, consequente, seus recursos energéticos. A partir desta análise, o trabalho verifica que a estratégia de segurança energética estadunidense tende a fomentar a criação de sistemas de aliança, e as rivalidades entre Estados e/ou grupos separatistas são insufladas; como grandes exemplos destes acontecimentos estão as disputas pelas rotas dos dutos energéticos, as Revoluções Coloridas e a crescente militarização regional.
Abstract: The quest for energy security has been, to the US, one of the pillars of its foreign policy since the first Oil Shock in 1973. Since then, what is observed is the gradual development of a wide US strategy to control the reserves and the fate of the world’s hydrocarbons, as evidenced by a greater engagement – whether political, economical or military – in regions rich in energy resources. In this sense, after the disintegration of the soviet territory and the emergence of the new Independent States, rich in hydrocarbons reserves, of the Caspian Sea region, a progressive intensification of the US presence in the region is noticed, supported by the speech of democracy diffusion and protection of the sovereignty of these young States. However, from 1991 till present day, a continuous instability and increasing militarization in the region is noticed. Thus, this monograph proposes that, in addition to historical ethnic rivalries, the cause for instability in the Caspian Region is related to the energy security strategy embraced by the US, which collided with Russian and Chinese interests in the region. To demonstrate this, we seek to present the different means used by Washington to control the region and, consequently, its energy resources. From this analysis, the monograph verifies that the US energy security strategy tends to foment the creation of alliance systems, and rivalries between States and/or separatist groups are inflated, as great examples of these events are the disputes over the routes of energy pipelines, the Colorful Revolutions and the growing regional militarization.
Keywords: International relations
United States of America
Caspian Region
Energy resources
Oil Shock
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.department: Campus Santana do Livramento
Citation: BUNDER, Tulio Cezar de Oliveira. A atuação da política externa estadunidense na região do Cáspio: a busca pela segurança energética em um barril de pólvora (1993-2008). Santana do Livramento: Unipampa, 2015.
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/841
Issue Date: 2015
Appears in Collections:Relações Internacionais



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons