Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/732
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Relações bilaterais Ottawa-Washington: uma análise sobre a autonomia da política externa canadense frente à guerra ao terror
metadata.dc.creator: Bortoluzze, Aline Forti
metadata.dc.contributor.advisor1: Costa, Renato José da
metadata.dc.description.resumo: O curso da política internacional sofreu e ainda sofre com os desdobramentos da Guerra ao Terror, iniciada formalmente poucos dias após o 11 de setembro de 2001. Dois acontecimentos centrais para a guerra foram as incursões militares iniciadas pelos Estados Unidos no Afeganistão em 2001, e no Iraque em 2003. Os Estados Unidos, além de potência global e regional, é o principal parceiro comercial de seu vizinho ao norte, o Canadá. O presente trabalho busca analisar as decisões de política externa tomadas pelo Canadá diante desses acontecimentos, levando em consideração o contexto de profunda interdependência econômica verificada com seu maior aliado, os Estados Unidos. Exploram-se as consequências das decisões tomadas pelo Canadá de participar na intervenção armada no Afeganistão, e não no Iraque, para o relacionamento bilateral. Para isso, analisam-se os aspectos políticos internos e externos relativos ao Canadá, bem como os impactos econômicos e sociais, frutos das pressões relacionadas à sua participação na Guerra, por meio de teorias das RI.
Abstract: The course of international politics has suffered and still suffers with the unfolding from the War on Terror, officially initiated a few days after September 11th, 2001. Two of the main events to the war were the military incursions in Afghanistan in 2001, and in Iraq, in 2003. The United States, beyond being a global and regional power, is the main commercial partner of its northern neighbor, Canada. This paper aims to analyze the foreign policy decision made by Canada towards these events, taking into account the context of deep economical interdependence on its main ally, the United States. We explore the consequences to the bilateral relationship from the decisions made by Canada to take part in the armed intervention in Afghanistan, and not in Iraq. In order to do so, we analyze the internal and external political aspects relating to Canada, as well as the economical and social impact deriving from the pressure towards its participation in the War through IR theories.
Keywords: Relações internacionais
Canadá
Dependência econômica
Política externa
Guerra ao terror
International relations
United States of America
Foreign policy
War on Terror
Terrorismo internacional
International terrorism
Publisher: Universidade Federal do Pampa
Citation: BORTOLUZZE, Aline Forti. Relações bilaterais Ottawa-Washington: uma análise sobre a autonomia da política externa canadense frente à guerra ao terror. Santana do Livramento: Unipampa, 2016.
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/732
Issue Date: 11-Nov-2016
Appears in Collections:Relações Internacionais



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons