Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/662
metadata.dc.type: Monografia de Especialização
Title: História de vida e identidade: o “Eu” orientadora educacional
metadata.dc.creator: Almeida, Clarice Gomes de
metadata.dc.contributor.advisor1: Voss, Dulce Mari da Silva
metadata.dc.description.resumo: Nesta Monografia de Conclusão do Curso de Pós-Graduação Especialização em Educação e Diversidade Cultural apresento a pesquisa e o estudo que fiz acerca dos processos de subjetivação da posição que ocupo como orientadora educacional na Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr. Arnaldo Faria, localizada no município de Bagé (RS). Apoiada nas teorias pós-estruturalistas e nos estudos culturais, analiso memórias da infância e da juventude da minha história de vida, entrelaçadas com as histórias de crianças e jovens com os quais convivo cotidianamente na minha escola. Durante o processo investigativo, à medida que escrevia minhas narrativas, emergiram na memória histórias vividas com outros sujeitos que, no passado e no presente, imprimiram e imprimem marcas na minha identidade como educadora. Falo dos meus pais, irmão, alunos/as, professores/as e, em especial, dos alunos da escola que me desafiam a repensar minhas concepções e práticas educativas em torno de questões da infância, juventude, gênero, sexualidade e escola. No cotidiano em que atuo, vivencio inúmeros conflitos diante das diferentes experiências, culturas e visões de mundo, o que me leva a compreender que diferentes infâncias e juventudes, posições de gênero e sexualidade são produzidas nos tempos, espaços e relações vividas pelos sujeitos. Com base nas teorias foucaultianas, percebo que a minha identidade de orientadora educacional é atravessada por práticas de confissão, pelo governo da conduta e pelo cuidado de si e dos outros, o que remete a concepção de subjetividade da Modernidade cujos discursos conformam o sujeito como um ser unificado e disciplinado e visam o governo das mentes e a docilização dos corpos. Tradicionalmente, o trabalho da orientação educacional tem sido marcado pelo poder disciplinar que atua sobre os sujeitos “desviantes” para enquadrá-los no código ético que governa as condutas na escola. Tais sujeitos escapam à normalidade por isso precisam ser vigiados e punidos. No entanto, percebo que minhas práticas como orientadora educacional não são de pura vigilância sobre os sujeitos, elas são contraditórias e revelam o quanto produzo uma identidade multifacetada, desforme e complexa como orientadora educacional, pois, nos modos como exerço o governo da conduta, a confissão e o cuidado de si e dos outros também busco me aproximar, escutar e estabelecer com eles/as diálogos plenos de afeto acerca das suas histórias de vida. Marcas de afeto e apoio que trago da minha própria história nas circunstâncias em que vivi processos de subjetivação intensos. Tudo isso indica o quanto somos sujeitos múltiplos e podemos sim mudar nossas práticas e exercer um cuidado de si e dos outros que não anula a diferença, mas estabelece com os outros uma convivência possível e autêntica.
Abstract: En esta Monografia de Conclusión de Curso de Pos-Grado em Educación y Diversidad Cultural, presento la pesquisa y ele estudio que realice acerca de los procesos de subjetivación de la posición que ocupo como orientadora educacional em la Escuela de Educación de Enseñanza Fundamental Dr. Arnaldo Faria, ubicada em ele distrito de Bagé/RS. Apoyada em lãs teorias pós-estruturaslistas y em los estudios culturales, he analizado memorias de mi infancia y de mi juventud entrelazadas com las historias de los niños y jóvenes que convivo todos los dias em mi escuela. Durante el proceso de búsqueda, mientras escribía mis narrativas, emergia em la memória historias vividas con otros sujetos que en el pasado y en el presente, imprimian e imprimen marcas en mi identidad como educadora. Hablo de mis padres, hermano, alumnos, profesores, em especial del estudantes que me desafian a repensar mis concepciones y practicas educativas em cuestiones relacionadas a la infância, juventud, género, sexualidad e escuela. Em el cotiadano, en lo cual actúo, experimento inúmeros conflictos delante de la distinta experiência cultural y visiones delante del mundo. Todo este entorno me lleva a comprender que la distintas vivencias em la infância y juventud, posiciones de género y seuxualidad son producidos em los tiempos, espacios y relaciones em la vida del sujeto. Embasados em las teorias foucaultianas, percibo que mi identidad de orientadora educacional é traspasada por prácticas confesionales, por el gobienro de la conducta y por el cuidado de si y del otro, lo que remete a la concepción de subjetividad en la Modernidad, cuyos discursos conforman el sujeito como un. ser unificado y disciplinado y visão el controle de la mente y la dulcificación de los cuerpos. Tradicionalmente, el trabajo de orientación educacional es marcado por el poder disciplinador que actúa sobre los sujetos “desviantes” para encuádralos em el código que gobierna las conductas em la Institución de Enseñanza. Tales sujetos escapan a la normalidad, por este motivo necesitan ser vigiados y punidos. Todavia, percibo que mis prácticas como orientadora educacional no son de pura vigilancia sobre los sujetos, ellas son contractarias y revelan lo cuanto produzco uma identidad multifacética, desforme y compleja como orientadora educacional, pues em las formas como ejerzo ele gobierno de la conducta, la confesión y el cuidado de si y del outro. Tambíén, busco acercarme, escuchar y establecer com ellos diálogos por el afecto, intentando saber su historia de vida. Marcas de afecto y apoyo que traigo de mi propia historia, circunstancia em que vivi procesos de subjetivación intensos. Todo eso indica lo cuanto somo sujetos múltiplos, y podremos cambiar nuestras prácticas y ejercer un cuidado de si próprio y del otro que no anule la diferencia, pero establecer com los demás uma vivencia posible y autentica.
Keywords: Educação
História de vida
Identidade
Alteridade
Infância
Juventude
Gênero
Sexualidade
Orientação educacional
Educación
Historia de vida
Identidad
Alteridad
Infancia
Juventud
Género
Sexualidad
Orientación educacional
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.department: Campus Bagé
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/662
Issue Date: 19-Nov-2015
Appears in Collections:Especialização em Educação e Diversidade Cultural

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Clarice Gomes de Almeida.pdfMonografia apresentada ao Programa de PósGraduação Lato Sensu ao Curso de Especialização em Educação e Diversidade Cultural da Universidade Federal do Pampa, como requisito parcial para obtenção do Título de Especialista em Educação e Diversidade Cultural1,86 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons