Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/613
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Sequenciamento por Ion Torrent revela padrões de interação e distribuição de comunidades microbianas em um perfil de solo ornitogênico da Ilha Seymour, Península Antártica.
metadata.dc.creator: Rampelotto, Pabulo Henrique
metadata.dc.contributor.advisor1: Roesch, Luiz Fernando Wurdig
metadata.dc.description.resumo: Neste estudo, foram analisadas e comparadas comunidades bacterianas do solo de uma pinguineira da Ilha Seymour (Península Antártica) em termos de abundância, estrutura, diversidade e rede de interações, a fim de se identificar padrões de interação entre os vários grupos de bactérias presentes em solos ornitogênicos em diferentes profundidades (camadas). A análise das sequências revelou a presença de oito filos distribuídos em diferentes proporções entre as Camadas 1 (0-8 cm), 2 (20-25 cm) e 3 (35-40 cm). De acordo com os índices de diversidade, a Camada 3 apresentou os maiores valores de riqueza, diversidade e uniformidade quando comparado com as Camadas 1 e 2. Em termos de estrutura da comunidade microbiana, a análise UniFrac mostrou que as comunidades microbianas das três camadas foram muito diferentes umas das outras. A análise de redes revelou a existência de um padrão único de interações no qual a rede microbiana formou uma topologia de agrupamento, mas não estruturado em módulos, como de costume em comunidades biológicas. Da mesma forma, através da utilização de análise de redes, foi possível identificar táxons específicos como sendo potencialmente importantes para a estruturação e funcionamento da comunidade microbiana. Além disso, as análises de simulação indicaram que a perda de grupos importantes de microorganismos pode alterar significativamente os padrões de interação dentro da comunidade microbiana. Estes resultados fornecem novos insights sobre as interações bacterianas e ecologia microbiana desse importante, mas ameaçado ambiente.
Abstract: In this study, we analyzed and compared the soil bacterial communities from a penguin rookery site at Seymour Island (Antarctic Peninsula) in terms of abundance, structure, diversity and interaction network in order to identify interaction patterns among the various groups of bacteria presented in an ornithogenic site at three depths (layers). The analysis of the sequences revealed the presence of 8 phyla distributed in different proportions among the Layers 1 (0-8 cm), 2 (20-25 cm) and 3 (35-40 cm). According to the diversity indexes, Layer 3 presented the highest values of richness, diversity and evenness when compared to Layers 1 and 2. In terms of bacterial community structure, the unweighted and weighted UniFrac analysis showed that the soil bacterial communities from the three layers were quite different from each other. Network analysis revealed the existence of a unique pattern of interactions in which the soil microbial network formed a clustered topology, but not structured in modules, as usual in biological communities. In addition, through the use of network analysis, it was possible to identify specific taxa as potentially important for the structuring and functioning of the microbial community. Furthermore, simulation analyzes indicated that the loss of potential keystone groups of microorganisms may significantly alter the patterns of interactions within the microbial communityThese findings provide new insights into the bacterial interactions and microbial ecology of this important, but threatened environment.
Keywords: Ion Torrent. co-ocorrência
Análise de redes
Comunidades microbianas
Ecologia microbiana
Antártica
Ion Semiconductor Sequencing
Network analysis
Microbial ecology
Antarctica
Bacterial communities
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/613
Issue Date: 2014
Appears in Collections:Mestrado e Doutorado em Ciências Biológicas



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons