Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/548
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Morfologia polínica de táxons de Poaceae do rio grande do sul: uma abordagem para distinguir vegetações campestres e florestais no sul do Brasil
Pollen morphology of Poaceae taxa of the rio grande do sul: an approach to distinguish grasslands and forest vegetation in southern Brasil
metadata.dc.creator: Radaeski, Jefferson Nune
metadata.dc.contributor.advisor1: Pereira, Antonio Batista
metadata.dc.description.resumo: Grãos de pólen de Poaceae identificados em registros quaternários podem ser somente indicativos da vegetação de Campo e não permite a obtenção de maiores inferências ambientais e ecológicas devido à uniformidade dos grãos de pólen. Neste sentido, foram realizadas análises em microscopia óptica e eletrônica de varredura em diferentes táxons contemplando-se todas as tribos e subfamílias de Poaceae do Rio Grande do Sul para avaliar se seus grãos de pólen podem ser distinguidos em relação: (i) ao tipo de vegetação (Campo e Floresta), (ii) ao metabolismo fotossintético C3 e C4, (iii) ao tipo de hábito entre as espécies florestais, (iv) a diferentes níveis taxonômicos (gênero, tribo, ubfamília). São apresentadas informações polínicas sobre 68 espécies de Poaceae istribuídas em vegetações campestres ou florestais do Rio Grande do Sul. A análise por microscopia óptica e eletrônica de varredura permitiu distinguir os grãos de pólen em relação ao tipo de vegetação em que os táxons estão distribuídos (Campo e Floresta). Grãos de pólen de espécies florestais apresentaram tamanho maior do que táxons campestres, assim como espécies com metabolismo fotossintético C3 demonstraram tendência a apresentar grãos de pólen maiores que táxons com metabolismo C4. Padrões nos tamanhos dos grãos de pólen de táxons florestais de acordo com o hábito também foram obtidos, destacando-se o tamanho distinto dos grãos de pólen da tribo Bambuseae. Com base nos resultados, os grãos de pólen de Poaceae podem ser utilizados como indicadores ambientais para melhor caracterização das dinâmicas e reconstituições vegetacionais no sul do Brasil.
Abstract: Poaceae pollen grains identified in quaternary records can only indicate the grassland vegetation and does not allow more environmental and ecology inferences due to the uniform morphology of the pollen grains. In this sence, analyses were performed in optical and scanning electron microscopy in different taxa representing all tribes and subfamilies of Poaceae family of the Rio Grande do Sul to assess whether their pollen grains can be distinguished in relation: (i) to the type of vegetation (grassland and forest), (ii) to the photosynthetic metabolism C3 and C4, (iii) to the type of habit between forest species, (iv) to different taxonomic levels (genera, tribe, subfamily). Are presented pollen information about 68 species of Poaceae family distributed in the grassland or forest vegetation of the Rio Grande do Sul. Analysis by optical and scanning electron microscopy allowed to distinguish the pollen grains in relation to the type of vegetation of species (grassland and forest). Pollen grains of forest species showed larger size than grasslands taxa, as well as species with photosynthetic metabolism C3 showed trend to have pollen grains larger than taxa with metabolism C4. Patterns in sizes of pollen grains of the forest species in relation to the habit were also obtained, highlighting the distintic size of pollen grains of the ambuseae tribe. Based on the results, the Poaceae pollen grains can be used as environmental indicators for better characterization of the dynamics and reconstructions vegetation in southern Brazil.
Keywords: Gramíneas
Grãos de pólen
Pampa
Mata atlântica
Grasses
Pollen grains
Pampa
Atlantic Forest
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/548
Issue Date: 16-Jul-2015
Appears in Collections:Mestrado e Doutorado em Ciências Biológicas



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons