Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/506
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Presença de Leishmania sp em equinos de zona urbana de Uruguaiana, Rio Grande do Sul
metadata.dc.creator: Escobar, Taiane Acunha
metadata.dc.contributor.advisor1: Duarte, Claudia Acosta
metadata.dc.description.resumo: A Leishmaniose é uma doença parasitária infeciosa, causada por protozoários do gênero Leishmania e transmitida pelo vetor flebótomo. Caracterizada como Doença Tropical Negligenciada, acomete diversas espécies de mamíferos, sendo o cão, atualmente, o principal reservatório em área urbanas. Os equinos também podem ser infectados, especialmente quando estão em contato com reservatórios ou vetores. No município de Uruguaiana – RS há um expressivo número de equinos utilizados na tração de cargas e como meio de transporte, com constante movimentação dentro do perímetro urbano. Esses animais vivem em condições precárias, submetidos a trabalhos excessivos e má nutrição. Frente a estes fatores somados à atual situação epidemiológica da leishmaniose visceral canina no município, o presente estudo foi realizado com o objetivo de identificar a presença de Leishmania sp em equinos urbanos do município de Uruguaiana-RS. Para a condução do experimento foram utilizadas amostras sanguíneas de 192 equinos testadas em três técnicas: sorológica (ELISA), imunocromatográfica (TR-DPP) e molecular (PCR). Na técnica de ELISA foi utilizado soro, testado com o Kit Ensaio Imunoenzimático para Diagnóstico da Leishmaniose Visceral Canina – Bio-Manguinhos e para o teste imunocromatográfico Teste Rápido Dual Path Platform utilizaram-se amostras de sangue total. As reações de PCR, após extração de DNA de sangue periférico dos animais, foram realizadas com quatro pares de iniciadores distintos. Todas as amostras testadas apresentaram-se não reagentes nos ensaios imunológicos. Entretanto, com o emprego da técnica PCR, mais sensível, houveram amostras positivas. Dos quatro pares de iniciadores testados, 75 amostras foram positivas, 52 com pelo menos um dos pares. Contudo, ao analisarmos individualmente os iniciadores, 58,6% foram positivos para LITSV/L5.8SR, 44% para LITSV/LISTSR, 28% para RV1/RV2, e 4% LITSR/L5.8S. Os resultados apresentados no experimento indicam a possibilidade de existência de Leishmania em equinos na região de Uruguaiana, embora os testes sorológicos não tenham apresentado reatividade para Leishmania. A técnica molecular possibilitou a detecção do gênero Leishmania nas amostras de sangue periférico dos equinos. Este foi o primeiro relato da infecção na espécie equina na região do extremo oeste do estado do Rio Grande do Sul. Contudo, se faz importante a realização de sequenciamento do fragmento para que se possa confirmar a identidade genética de Leishmania sp.
Abstract: Leishmaniasis is an parasitic infectious disease caused by protozoa genus Leishmania and transmitted by the sandfly vector. Characterized as Neglected Tropical Disease, affects several species of mammals, and the dog are main reservoir in urban areas. The horses can also be infected especially when they are in contact with reservoirs or vectors. In Uruguaiana’s city, there is a significant number of horses used in the tensile loads and means of transport, with constant movement within the city, living in precarious work’s conditions, subjected to excessive and poor nutrition. In view of these factors added to the current epidemiological situation of LVC in the city, the present study aim to identify the presence of Leishmania in urban horses the municipality of Uruguaiana-RS. For the experiment, blood samples from 192 horses were used for holding three techniques: serological (ELISA), immunochromatographic (TR-DPP) and molecular (PCR). For conducting ELISA’s Test serum was used and tested with Bio-Manguinhos kit and for TR-Dual Path Platform Rapid Test whole blood samples were employed. In the PCR technique, DNA was extracted from peripheral blood of animals and amplifications were performed with primers RV1 / RV2, LITSR / LITSV, LITSR / L5.8S / LITSV / L5.8SR.. All tested samples showed negative results in immunoassays. However, employing sensitive techniques such as PCR, positive samples were detected. Considering the four primer pairs tested, 75 animals were positive, 52 with at least one of the pairs. However, when analyzing the individual primers, 58.6% were positive for LITSV/L5.8SR, 44% to LITSV/LISTSR, 28% for RV1/RV2, and 4% LITSR/L5.8S.In The results presented in the experiment indicate the possibility of Leishmania in horses in the region of Uruguaiana city, although serological tests have not submitted reactivity to Leishmania. Molecular technich shows results to consider the Leishmania’s presence in horse’s peripheral blood samples. This was the first report of infection in equine species in westernmost region of the Rio Grande do Sul state. However, it is important to conduct sequencing of the fragment so that we can confirm the genetic identity of Leishmania sp.
Keywords: Horses
Parasitic disease
Diagnostic methods
Infection
Cavalos
Doença parasitária
Métodos de diagnóstico
Equinos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.department: Campus Uruguaiana
metadata.dc.rights: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/506
Issue Date: 16-Apr-2015
Appears in Collections:Mestrado e Doutorado em Ciência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TAIANE ACUNHA ESCOBAR.pdf950,55 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons