Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4566
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Geoprocessamento como ferramenta para o monitoramento ambiental de unidades de conservação: o caso do Parque Estadual dos Pirineus e da APA dos Pirineus
metadata.dc.creator: Oliveira , Viviane da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Trentin, Aline Biasoli
metadata.dc.contributor.referee1: Schünemann, Adriano Luis
metadata.dc.contributor.referee2: Poletto, Igor
metadata.dc.description.resumo: As Unidades de Conservação (UCs) são territórios de extremo valor para a conservação dos ecossistemas e, consequentemente, para a manutenção do bem estar e qualidade da vida humana. Porém, frequentemente essas áreas estão sujeitas a pressões e ameaças diversas, que colocam os seus objetivos em risco. Diante disso, geotecnologias como o geoprocessamento e sensoriamento remoto, apresentam-se como ferramentas úteis a serem utilizadas no monitoramento de atividades antrópicas e seus impactos ambientais em UCs. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi analisar processos de mudanças temporal e espacial, na dinâmica de uso e cobertura da terra, da Área de Proteção Ambiental dos Pirineus (APA Pirineus) e Parque Estadual dos Pireneus (PEP), utilizando imagens de satélite e integrando características ambientais por meio de técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento. Os procedimentos metodológicos consistiram na realização do mapeamento do uso e cobertura da terra a partir de imagens dos satélites RapidEye e ResourceSat-2, utilizando a classificação supervisionada MAXVER. A partir dos mapas de uso e cobertura da terra e com auxílio de focos de calor, realizou-se a identificação de cicatrizes de incêndios para cada período de estudo. Considerando-se que o tipo de uso e cobertura da terra e as condições meteorológicos apresentam grande influência na incidência de incêndios, fez-se a integração e correlação dos referidos dados com ocorrência de incêndios nas UCs. Os mapas de risco de incêndios de acordo com as características do relevo, foram obtidos por meio de informações extraídas a partir do Modelo Digital do Terreno/TOPODATA e os mapas da ocorrência de cicatrizes de incêndios na área da APA Pirineus e do PEP, de acordo com a declividade e orientação de vertentes foram obtidos utilizando-se a ferramenta de análise LEGAL. Os resultados da análise espacial e temporal de uso e cobertura da terra, demonstraram a predominância da classe savânica/campestre em todos os anos de estudo, exceto para 2017, no PEP. Com base nas expansões e reduções de área das classes, as diferenças se deram principalmente com o declínio da classe savânica/campestre em ambas as UCs, possivelmente devido ao aumento da classe cicatrizes de incêndios. As cicatrizes de incêndios com diferentes áreas de abrangência ficaram perceptíveis por meio da análise temporal, a qual evidenciou a expansão destas nas UCs ao longo do período avaliado. A análise da relação entre dados meteorológicos e de uso e cobertura da terra com a incidência de incêndios nas UCs, comprovaram que as cicatrizes de incêndios registradas, tiveram relação com as condições meteorológicas e com o tipo de uso e cobertura da terra. O mapeamento de risco representou espacialmente os níveis de risco de incêndios nas UCs, a partir dos quais se pode identificar as áreas prioritárias para ações preventivas a ocorrência desses eventos. Portanto, constatou-se a alta eficiência das geotecnologias, tanto no monitoramento da dinâmica do uso e da cobertura da terra das UCs, quanto no fornecimento de dados e informações que podem auxiliar na detecção, monitoramento e prevenção de incêndios nessas áreas.
Abstract: Geoprocessamento como ferramenta para o monitoramento ambiental de unidades de conservação: o caso do Parque Estadual dos Pirineus e da APA dos Pirineus The Conservation Units (UCs) are territories of extreme value for the conservation of ecosystems and, consequently, for the maintenance of the welfare and quality of human life. However, these areas are often subject to various pressures and threats, which put their goals at risk. Therefore, geotechnologies such as geoprocessing and remote sensing, are useful tools to be used in the monitoring of anthropic activities and their environmental impacts in UCs. Thus, the objective of this work was to analyze processes of temporal and spatial changes, in the dynamics of land use and cover, of the environmental protection Area of the Pirineus (APA pirineus) and the Pireneus State Park (PEP), using satellite images and integrating environmental characteristics by means of remote sensing techniques and geoprocessing. The methodological procedures consisted of mapping the land use and cover from images of the RapidEye and ResourceSat-2 satellites using the MaxVer supervised classification. From the maps of land use and cover and with the aid of heat foci, fire scars were identified for each study period. Considering that the type of land use and coverage and meteorological conditions have a great influence on the incidence of fires, the integration and correlation of the aforementioned data with the occurrence of fires in the UCs was made. The fire hazard maps according to the characteristics of the relief were obtained by means of information extracted from the Digital Terrain Model/Topodata and the maps of the occurrence of fire scars in the area of APA Pirineus and PEP, according to the slope and orientation were obtained using the LEGAL analysis tool. The results of spatial and temporal analysis of land use and coverage demonstrated the predominance of the savanic/grassland class in all years of study, except for 2017, in the PEP. Based on expansions and reductions in the class area, the differences were mainly due to the decline of the savanic/grassland class in both UCs, possibly because of the increase in the fire scars grade. The fire scars with different areas of coverage were perceptible through the temporal analysis, which evidenced the expansion of these in the UCs over the evaluated period. The analysis of the relationship between meteorological data and land use and cover with the incidence of fires in the UCs showed that the recorded fire scars were related to the weather conditions and the type of land use and cover. The risk mapping represented spatially the levels of risk of fires in the UCs, from which one can identify the priority areas for preventive actions the occurrence of these events. Therefore, it was observed the high efficiency of geotechnologies, both in the monitoring of the dynamics of land use and coverage of UCs, and in the provision of data and
Keywords: Geotecnologias
Uso e cobertura da terra
Incêndios
Geotechnology
Use and land cover
Fires
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus São Gabriel
Citation: OLIVEIRA, Viviane da Silva. Geoprocessamento como ferramenta para o monitoramento ambiental de unidades de conservação: o caso do Parque Estadual dos Pirineus e da APA dos Pirineus. 2018. 73 f. Trabalho de conclusão de Curso (Curso Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Pampa. Campus São Gabriel, São Gabriel, 2018.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4566
Issue Date: 23-Nov-2018
Appears in Collections:Engenharia Florestal



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.