Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4511
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Fitorremediação e emissão de CO2 de solos de mata nativa e de lavoura contaminados com os herbicidas imazapir+imazapique e imazetapir
metadata.dc.creator: Barbosa, Beatriz Wardzinski
metadata.dc.contributor.advisor1: Weber, Mirla Andrade
metadata.dc.contributor.referee1: Copetti, André Carlos Cruz
metadata.dc.contributor.referee2: Vieira, Frederico Costa Beber
metadata.dc.description.resumo: O uso excessivo de pesticidas na agricultura no Brasil está ocasionando, cada vez mais, impactos negativos ao meio ambiente. A utilização exclusiva dos herbicidas do grupo químico das imidazolinonas no sistema Clearfield®, utilizado em larga escala, principalmente no Rio Grande do Sul, para combater a planta daninha arroz-vermelho na cultura do arroz irrigado, pode causar problemas em culturas sensíveis através de seu efeito residual no solo. Essas substâncias podem causar impactos difíceis de serem previstos por conta da complexidade das relações entre contaminante/solo, além de serem facilmente lixiviados para as águas subterrâneas e superficiais. A biorremediação é uma técnica que utiliza a comunidade microbiana e plantas (fitorremediação) na degradação, extração, estabilização, metabolização e/ou compartimentalização do poluente no solo ou na água. Em vista do exposto, o presente trabalho teve como objetivos: 1) avaliar a emissão de CO2 de solos de mata nativa e lavoura, com e sem resíduos de cobertura, contaminados com os herbicidas imazetapir e imazapir+imazapique em três diferentes doses; 2) avaliar o potencial remediador das espécies Lotus corniculatus e Lolium multiflorum, utilizando Raphanus sativus como espécie bioindicadora, através da produção da matéria seca da parte aérea das três espécies - incluindo na bioindicadora a análise da taxa de emergência –, em solos de mata nativa e lavoura, contaminados por imazapir+imazapique em três doses. Os resultados demonstraram que no estudo de emissão de CO2, sem e com resíduo de cobertura, e no estudo de fitorremediação, o solo foi o principal fator a influenciar na atividade microbiana, sendo o solo de mata nativa o que propiciou a maior emissão de gases, produção de matéria seca da parte aérea das plantas e taxa de emergência. As diferentes doses não influenciaram na taxa de emissão de CO2, produção de matéria seca e emergência. O imazapir+imazapique foi responsável pela maior emissão significativa de CO2 no solo de mata nativa, apresentando diferença estatística quando comparado com o imazetapir no experimento sem resíduo de cobertura. Não houve diferença estatística entre as espécies remediadoras.
Abstract: The excessive use of pesticides in agriculture in Brazil is causing many negative impacts on the environment. The exclusive use of herbicides from the chemical group of imidazolinones in the Clearfield® system, used in large scale, mainly in Rio Grande do Sul, to combat red rice weed in flooded rice fields can cause problems in sensitive crops due to their residual effect in the soil. These substances can cause impacts that are difficult to predict due to the complexity of the relationship between contaminant/soil, and are easily leached into groundwater and surface waters. Bioremediation is a technique that uses microbial community and plants (phytoremediation) in the degradation, extraction, stabilization, metabolization and/or compartmentalization of the pollutant in the soil or water. In view of the above, the present work aimed: 1) to evaluate the CO2 emission of native forest soil and tillage soil, with and without cover residues, contaminated with the herbicides imazethapyr and imazapyr+imazapic in three different doses; 2) to evaluate the remedial potential of the species Lotus corniculatus and Lolium multiflorum using Raphanus sativus as bioindicator, through the dry matter production of the shoot tissue of the three species - including in the bioindicator the germination rate analysis -, in native forest soil and tillage soil, contaminated with imazapyr+imazapic in three doses. The results showed that soil was the main factor influencing the microbial activity in the study of CO2 emissions, with and without cover residue, and in the study of phytoremediation, being the native forest soil the one who provided the greatest emission of gases, dry matter production of the shoot and germination rate. Different doses did not influence the rate of CO2 emission, dry matter production and germination. The imazapyr+imazapic was responsible for the greater significant emission of CO2 in the soil of native forest, presenting statistical difference when compared to imazethapyr in the experiment without cover residue. There was no statistical difference between the remediator species.
Keywords: Remediação de solo
Poluente orgânico
Espécie remediadora
Espécie bioindicadora
Soil remediation
Organic pollutant
Remediator specie
Bioindicator specie
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus São Gabriel
Citation: BARBOSA, Beatriz Wardzinski. Fitorremediação e emissão de CO2 de solos de mata nativa e de lavoura contaminados com os herbicidas imazapir+imazapique e imazetapir. 2017. 46 f. Trabalho de conclusão de Curso (Curso de Gestão Ambiental). Universidade Federal do Pampa. Campus São Gabriel. São Gabriel. 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4511
Issue Date: 4-Jul-2017
Appears in Collections:Gestão Ambiental



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.