Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4307
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Sazonalidade e tempo de desenvolvimento larval de cinco espécies de hilídeos (Anura) no bioma Pampa
metadata.dc.creator: Pereira, Guilherme de Azambuja
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Tiago Gomes dos
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Lipinski, Victor Mendes
metadata.dc.contributor.referee1: Saccol, Suelen da Silva Alves
metadata.dc.contributor.referee2: Madalozzo, Bruno
metadata.dc.description.resumo: O desenvolvimento, o crescimento e a sobrevivência de girinos variam amplamente nos ambientes aquáticos, em função de fatores como competição, predação, temperatura, pH e hidroperíodo. É esperado que as espécies ajustem suas taxas de desenvolvimento devido a estes fatores, o que pode acarretar uma variação, por exemplo, na redução do período larval como resposta evolutiva a fim de evitar condições desfavoráveis. Assim, a análise sobre estrutura etária de populações é de alta importância, pois pode ser usada para determinar muitas características demográficas, como taxa de reprodução, crescimento, mortalidade e longevidade, frente a condições ambientais específicas. Entretanto, poucos estudos sobre o desenvolvimento larval de anuros Neotropicais foram realizados até o momento. O objetivo do presente trabalho foi descrever os padrões de distribuição temporal, a estrutura etária e o período de recrutamento (larval e juvenil) das larvas de cinco espécies de hilídeos (Julianus uruguayus, Scinax fuscovarius, S. granulatus, S. nasicus e S. squalirostris) que co-ocorrem no bioma Pampa. Os girinos foram coletados mensalmente durante um ano em 21 poças (oito temporárias e 13 permanentes) nos municípios de Santa Maria (Depressão Central) e Caçapava do Sul (Serra do Sudeste). A ocorrência de padrão sazonal na distribuição circanual das larvas foi testada através da análise estatística circular. O tamanho e o estágio de desenvolvimento foram utilizados para descrever a estrutura etária das espécies. Estes dados foram distribuídos graficamente em classes ao longo dos meses de amostragem para inspeção gráfica dos eventos de recrutamento (larval e juvenil). Para cada espécie foi testado se o comprimento do corpo dos girinos variou entre entre poças temporárias e permanentes. Os girinos das cinco espécies utilizaram os ambientes sazonalmente, com distinção de grupo de espécies: um típico do final do inverno até meados da primavera e um segundo grupo associado ao período de primavera e verão. O padrão de distribuição sazonal era esperado, e seguiu como reportado para comunidades na região austral do Brasil. A distribuição temporal ocorreu sem sobreposição no pico de abundância das larvas, caracterizando um processo de sucessão temporal dentro do período de ocorrência mais favorável. A segregação observada pode ocorrer pois espécies próximas filogeneticamente tendem a se diferenciar ecologicamente a fim de reduzir competição intraespecífica. De forma alternativa (ou complementar), a distribuição das espécies parece seguir um gradiente de temperatura a que os girinos são expostos ao longo do tempo, sugerindo que limitações ecofisiológicas explicam a segregação observada. O tempo de desenvolvimento larval para as cinco espécies foi de dois meses, sem distinção entre ambientes temporários e permanentes, contrariando o esperado e retratado em alguns estudos com outras espécies. A hipótese é que o risco de dessecação nas poças temporárias foi baixo, não ocorrendo pressão seletiva suficientemente forte nas espécies. Outra hipótese que pode explicar o observado é a alta predação nas poças permanentes, ocasionando diminuição do tempo de metamorfose. O número de recrutamentos (larval e juvenil) foi influenciado pelo hidroperíodo das poças, evidenciando que em ambientes permanentes há um maior suporte para eventos reprodutivos sucessivos.
Abstract: The development, growth and survival of tadpoles varies widely along aquatic environments, depending on factors such as competition, temperature, pH and hydroperiod. Species are expected to adjust their rates of development because of these factors, which may lead to a variation, for example, in the reduction of the larval period as an evolutionary response in order to avoid unfavorable conditions. Thus, the analysis of age structure of populations is of high importance, since it can be used to determine many demographic characteristics, such as reproduction rate, growth, mortality and longevity, under specific environmental conditions. However, few studies on the larval development of Neotropical anurans have been conducted so far. The objective of the present work was to describe the patterns of temporal distribution, age structure and recruitment period (larval and juvenile) of the larvae of five hylid species (Julianus uruguayus, Scinax fuscovarius, S. granulatus, S. nasicus e S. squalirostris) which co-occur in the Pampa biome. Tadpoles were collected monthly, over a year, in 21 ponds (eight temporary and 13 permanent) in two municipalities: Santa Maria (Depressão Central) and Caçapava do Sul (Serra do Sudeste). The occurrence of a seasonal pattern in the circanual distribution of tadpoles was tested through circular statistical analysis. Size and development stages were used to describe the species age structure. These data were graphically distributed in classes over the sampling months for graphical inspection of recruitment events (larval and juvenile). For each species, was tested if the body length of tadpole varied between temporary and permanent ponds. Tadpoles of the five species used the environments seasonally, with species distributed in groups: one typical of the end of the winter until the middle of the spring, and a second group associated to the period of spring and summer. Seasonal distribution pattern was expected, and followed as reported for communities in austral region from Brazil. The temporal distribution occurred without overlapping at the peak of larvae abundance, characterizing a process of temporal succession within the more favorable occurrence period. This segregation observed can occur due to phylogenetically close species tend to differentiate ecologically in order to reduce intraspecific competition. Alternatively (or complementary), the species distribution seems to follow a temperature gradient at which tadpoles are exposed over time, suggesting that ecophysiological limitations explain the observed segregation. The larval development time for the five species ranged two months, without distinction between temporary and permanent environments, contrary to the expected and portrayed in some studies with other species. The hypothesis is that the desiccation risk in the temporary ponds was low, and there was not enough selective pressure on the species. Another hypothesis that can explain the observed is the high predation in permanent ponds, causing a decrease in metamorphosis time. The number of recruitments (larval and juvenile) was influenced by pond hydroperiod, evidencing that in permanent environments there is a greater support for successive breeding events.
Keywords: Girinos
Hylidae
Distribuição temporal
Hidroperíodo
Recrutamento larval
Tadpoles
Temporal distribution
Hydroperiod
Larval recruitment
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus São Gabriel
Citation: PEREIRA.Guilherme de Azambuja. Sazonalidade e tempo de desenvolvimento larval de cinco espécies de hilídeos (Anura) no bioma Pampa. 2017. 40 f. Trabalho de conclusão de Curso ( Ciências Biológicas Bacharelado). Universidade Federal do Pampa. Campus São Gabriel. São Gabriel. 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4307
Issue Date: Dec-2017
Appears in Collections:Ciências Biológicas - Bacharelado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.