Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4287
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Base Nacional Comum Curricular: a experimentação no ensino de Biologia
metadata.dc.creator: Gonçalves, Fernanda Tarouco
metadata.dc.contributor.advisor1: Maders, Sandra
metadata.dc.contributor.referee1: Maders, Sandra
metadata.dc.contributor.referee2: Coutinho, Cadidja
metadata.dc.contributor.referee3: Rosa, Cleni Ines da
metadata.dc.description.resumo: Antigamente, a ciência era vista como uma área do saber que se destacava por transmitir conhecimentos e formar futuros cientistas. Hoje em dia essa configuração tem mudado. A ciência ensinada nas escolas tem o intuito de contribuir diretamente na formação do aluno, tornando-o um cidadão apto a se posicionar, julgar e exercer sua cidadania de forma crítica e reflexiva. A experimentação nas aulas de Ciências da Natureza não pode estar somente relacionada ao despertar o interesse do aluno, mas, também, em tornar mais compreensível os conteúdos e conceitos abordados nas teorias. A união da teoria com a prática resulta em aulas mais dinâmicas e contextualizadas, onde o aluno compreende a importância de conteúdos abordados em sala de aula. A experimentação como uma metodologia ativa a ser utilizada no Ensino de Ciências da Natureza pode ajudar no desenvolvimento de conceitos científicos, além de permitir que os estudantes aprendam como abordar objetivamente o seu mundo e solucionar problemas complexos (LUNETTA, 1991). Para o Ensino de Ciências da Natureza, a BNCC destaca o uso do cotidiano do aluno, bem como, o conhecimento prévio dos mesmos a respeito de conteúdos estudados em sala de aula. Diante do exposto, este projeto se justifica pela importância da aula prática, unidades da contextualização e da utilização do cotidiano e do conhecimento prévio do aluno, tendo em vista que a abordagem da fermentação no Ensino de Biologia através de práticas experimentais possibilita aos alunos o contato direto com a sua aplicabilidade, atingindo dessa maneira os objetivos relacionados às competências e habilidades propostos na BNCC. Metodologicamente, se caracteriza como uma pesquisa bibliográfica, que tem como base o levantamento de referências teóricas já analisadas. Para Gil (2007, p. 44), os exemplos mais característicos desse tipo de pesquisa são investigações sobre ideologias ou aquelas que se propõem à análise das diversas posições acerca de um problema. Para tanto estudou-se as competências e habilidades destacas na Base Comum Nacional Curricular para o ensino de Ciências da Natureza onde, se buscou analisar o papel da experimentação , bem como as orientações do documento relacionadas a utilização do conhecimento prévio e do cotidiano do estudante. Posteriormente foi realizado um levantamento das bibliografias relacionadas à experimentação como metodologia para o ensino de Biologia. Ao final desta pesquisa, organizou-se um roteiro de experimentação para o Ensino de Biologia através da experimentação. A análise dos resultados foi feita através de uma análise de conteúdo, estruturada em três fases, descritas por Bardin (2009) como: pré-análise, exploração do material e tratamento dos resultados. Na pré-análise ocorreu à sistematização das principais ideias relacionadas à Base Comum Curricular Nacional, bem como ao uso da fermentação em práticas pedagógicas. A exploração do material se deu através da sistematização dos dados obtidos e por último, no tratamento dos resultados, foi realizada a interpretação dos dados respaldados no referencial teórico. A análise dos dados foi feita por meio da análise qualitativa que tem por finalidade buscar o significado dos fenômenos a partir dos dados concretos, confirmar ou contestar hipóteses e ampliar a compreensão da realidade.
Abstract: In the past, science was seen as an area of knowledge that excelled by imparting knowledge and training future scientists. Nowadays this configuration has changed. The science taught in schools aims to contribute directly to the formation of the student, making him a citizen capable of positioning himself, judging and exercising his citizenship in a critical and reflexive way. Experimentation in Nature Science classes can not only be related to arousing the student's interest, but also in making the contents and concepts addressed in the theories more understandable. The union of theory and practice results in more dynamic and contextualized classes, where the student understands the importance of content addressed in the classroom. Experimentation as an active methodology to be used in Nature Science Teaching can help in the development of scientific concepts, as well as allowing students to learn how to objectively approach their world and solve complex problems (LUNETTA, 1991). For the Teaching of Natural Sciences, the BNCC highlights the student's daily use, as well as their previous knowledge about contents studied in the classroom. In view of the above, this project is justified by the importance of the practical class, units of contextualization and daily use and previous knowledge of the student, considering that the approach of fermentation in Teaching Biology through experimental practices enables students to contact direct with its applicability, thus achieving the objectives related to the skills and abilities proposed in the BNCC. Methodologically, it is characterized as a bibliographical research, which is based on the survey of theoretical references already analyzed. For Gil (2007: 44), the most characteristic examples of this type of research are investigations of ideologies or those that propose to analyze the different positions about a problem. In order to do so, we studied the skills and abilities highlighted in the National Curricular Common Base for the Teaching of Natural Sciences where, if we tried to analyze the role of experimentation, as well as the document guidelines related to the use of previous knowledge and daily life of the student. Subsequently, a survey of the bibliographies related to experimentation as a methodology for the teaching of Biology was carried out. through experimentation. The analysis of the results was done through a content analysis, structured in three phases, described by Bardin (2009) as: pre-analysis, material exploration and treatment of results. In the pre-analysis the systematization of the main ideas related to the National Curricular Common Base was carried out, as well as to the use of the fermentation in pedagogical practices. The material was exploited through the systematization of the data obtained and finally, in the treatment of the results, the data supported by the theoretical framework were interpreted. The analysis of the data was made through the qualitative analysis that aims to search the meaning of the phenomena from the concrete data, confirm or challenge hypotheses and broaden the understanding of reality.
Keywords: Habilidades e competências
Experimentação
Fermentação
Skills and competencies
Experimentation
Fermentation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus Dom Pedrito
Citation: GONÇALVES, Fernanda Tarouco. Base Nacional Comum Curricular: a experimentação no ensino de Biologia. 2019. 44 f. Trabalho de Conclusão (Graduação) – Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza, Universidade Federal do Pampa, Dom Pedrito, RS.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/4287
Issue Date: 2-Jul-2019
Appears in Collections:Licenciatura em Ciências da Natureza

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FERNANDA TAROUCO GONÇALVES.pdfFERNANDA TAROUCO GONÇALVES 20191,3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.