Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3876
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Ancestralidade e demografia genética de uma amostra da população humana do Rio Grande do Sul
Other Titles: Ancestrality and genetic demography of a sample of the human population of Rio Grande do Sul
metadata.dc.creator: Leici Maria Machado Reichert
metadata.dc.contributor.advisor1: Faccini, Lavínia Schüler
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Gunski, Ricardo José
metadata.dc.contributor.referee1: Loreto, Elgion Lucio da Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Cañedo, Andrés Delgado
metadata.dc.contributor.referee3: Boldo, Juliano Tomazzoni
metadata.dc.description.resumo: Os marcadores mitocondriais (mtDNA) e cromossomo Y têm sido utilizados para avaliar o grau de miscigenação. No caso da América Latina, três estoques principais originaram a população atual: europeus, ameríndios e africanos. No Rio Grande do Sul além de portugueses e espanhóis, foi marcante a imigração de outros europeus, especialmente alemães e italianos. O presente trabalho busca avaliar a contribuição europeia, ameríndia e africana, para a formação da população gaúcha. Para isso foram utilizados os dois sistemas uniparentais e sobrenomes dos indivíduos. Foram analisados 190 voluntários, nascidos nas sete mesorregiões que compõem o Rio Grande do Sul, dos quais se coletou uma amostra de sangue. Observou-se uma elevada frequência de contribuição europeia (87% no cromossomo Y e 76% no mtDNA), condizente com a vinda de casais de imigrantes portugueses, alemães e italianos. Os dados de sobrenomes demonstram também serem estes os sobrenomes mais encontrados na população gaúcha.
Abstract: Mitochondrial markers (mtDNA) and Y chromosome have been used to assess degree of miscigenation. In case of Latin America, main three stocks generated current population: Europeans, Amerindians and Africans. In Rio Grande do Sul as well as Portuguese and Spanish, was significant immigration from other European, especially Germans and Italians. This study aims to evaluate the European, Amerindian and African contribution to formation of gaucho population. For this we used the two uniparental systems and surnames of individuals. Has been analysed 190 volunteers, borned in the seven mesoregions has compound Rio Grande do Sul, those colected a blood sample. It was observed that a high frequency of European contribution (87% on the Y chromosome and 76% in mtDNA), consistent with the couple’s coming of Portuguese immigrants, Germans and Italians. Surnames’ data demonstrate also these surnames are most commonly found in gaucho population.
Keywords: Cromossomo Y
Marcadores mitocondriais
DNA
Miscigenação
Chromosome Y
Mitochondrial markers
Miscegenation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus São Gabriel
metadata.dc.publisher.program: Mestrado Acadêmico em Ciências Biológicas
Citation: REICHERT, Leici Maria Machado. Ancestralidade e demografia genética de uma amostra da população humana do Rio Grande do Sul. 2013. 49 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências Biológicas). Universidade Federal do Pampa, Campus São Gabriel. São Gabriel, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3876
Issue Date: 19-Feb-2013
Appears in Collections:Mestrado e Doutorado em Ciências Biológicas



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.