Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3840
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Levantamento das plantas epifitas vasculares da mata ciliar das margens do rio vacacaí, São Gabriel, Rio Grande do Sul, Brasil
metadata.dc.creator: Hernandes, Guilherme Santarém
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Nara Rejane Zamberlan dos
metadata.dc.contributor.referee1: Alexandra Augusti Boligon
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Tiago Gomes dos
metadata.dc.description.resumo: As plantas epífitas vasculares são muito comuns em florestas tropicais e subtropicais, onde a competição por luz e espaço é muito grande e não possibilita o seu crescimento no solo. As epífitas não parasitas têm como principais fontes de captação de água e nutrientes da precipitação atmosférica, acúmulo de matéria orgânica e associações micorrízicas, não buscam alimento na planta hospedeira, não sendo, portanto plantas parasitas. Assim sua presença não prejudica a planta onde elas estão fixadas. O trabalho realizado teve como objetivo o levantamento das espécies epifíticas vasculares e seu habitat, reconhecendo as espécies arbóreas hospedeiras presentes na região. O levantamento das epífitas foi realizado na cidade de São Gabriel, fronteira oeste do Rio Grande do Sul, na mata ciliar ao longo do Rio Vacacaí, em uma área com extensão de 1500 metros. As duas margens do rio foram analisadas e marcadas, sendo coletadas amostras de todas as espécies epífitas vasculares e espécies arbóreas, verificando a presença de forófitos que apresentarem no mínimo DAP maior ou igual a 0,15 m a fim de serem, posteriormente, identificadas. O grupo das plantas epífitas vasculares está representado por quatro espécies, pertencentes a duas famílias. A família mais representativa foi Polypodiaceae com três espécies, a família Aspleniaceae apresentou apenas uma espécie. Dessas espécies, 53% tem distribuição no fuste alto das árvores, na determinação de abundância 47% das epífitas são de grupamentos mais extensos ou diversos indivíduos no mesmo forófito, na preferência por grupos de fidelidade 71% das epífitas são indiferentes ao forófito escolhido, à maioria das espécies são holoepífito característico 95%. Três espécies epífitas/rupícolas e uma espécie epífita/terrestre. O reduzido número de espécies encontradas é atribuído a dois fatos: ao tratar-se de uma área com intervenção antrópica, pois nesse local, foi observado uma grande quantidade de poluentes, e ao fato que em áreas de mata ciliar existe baixa diversidade de epífitas, portanto pouco similar aos habitats onde é encontradas maior diversidade dessas espécies.
Abstract: The vascular epiphytes are very common in tropical and subtropical forests, where competition for light and space is very large and does not allow their growth in soil. Epiphytes are not parasites as the main funding sources of water and nutrients from precipitation, accumulation of organic matter and mycorrhizal associations, do not seek food in the host plant, and therefore not parasitic plants. Thus their presence does not affect the plant where they are fixed. The work aimed to survey the vascular epiphytic species and their habitat, recognizing the host tree species in the region. The survey of epiphytes was held in the city of San Gabriel, western border of Rio Grande do Sul, in the riparian forest along the Rio Vacacaí in an area with a length of 1500 meters. The two banks of the river were analyzed and marked, and collected samples of all species vascular epiphytes and tree species, verifying the presence of phorophytes who submit a minimum DBH greater than or equal to 0.15 m in order to be subsequently identified. The group of vascular epiphytes is represented by four species belonging to two families. The most representative family Polypodiaceae was with three species, family Aspleniaceae showed only one species. Of these species, 53% have distribution in high trunk trees, in determining the abundance of epiphytic 47% are more extensive groups or individuals in various host tree, the preference for group loyalty 71% of epiphytes are indifferent to phorophyte chosen to Most species are characteristic holoepiphyte 95%. Three species epiphytic / rupicolous and epiphytic species / land. The low number of species is attributed to two facts: when treating an area with human intervention, because that site was observed a large quantity of pollutants, and the fact that in areas of riparian vegetation is low diversity of epiphytes, therefore somewhat similar to habitats where it is found greater diversity of these species.
Keywords: Forófito
Epífitas
Hospedeiro
Árvores
Forophyte
Epiphytes
Host
Trees
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus São Gabriel
Citation: HERNANDES, Guilherme Santarém. Levantamento das plantas epifitas vasculares da mata ciliar das margens do rio vacacaí, São Gabriel, Rio Grande do Sul, Brasil. 2013. 48 f. Monografia (Bacharelado em Ciências Biológicas). Universidade Federal do Pampa, Campus São Gabriel. São Gabriel, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3840
Issue Date: 15-May-2013
Appears in Collections:Ciências Biológicas - Bacharelado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.