Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3594
Tipo: Monografia de Especialização
Título: Direitos humanos e trabalho: emancipação ou exploração?
Autor(es): Scarano, Renan Costa Valle
Primeiro Orientador: Nogueira, Carmen Regina Dorneles
metadata.dc.contributor.referee1: Nunes, Tiago de Garcia
Resumo: O presente trabalho visa problematizar o artigo XXIII da Declaração Universal dos Direitos humanos, no qual diz que “todo ser humano tem direito ao trabalho”. A partir dessa premissa contesta-se se, no sistema capitalista, o trabalho pode ser considerado um meio de emancipação humana. Num primeiro momento busca-se apresentar a questão do trabalho como um meio formador do ser social. Dando continuidade a esse pensamento, busca-se abordar a relevância do trabalho na obra de Karl Marx. A partir de então problematiza-se a questão do trabalho, dando enfoque na mudança de sentido do trabalho encontrado no desenvolvimento do sistema capitalista. Para isso, resgata-se a história da relação entre homem e trabalho até a chegada do capitalismo. Nota-se com as mudanças sociais em torno do trabalho um aspecto de alienação do ser humano em relação à sua labuta. Com isso a relação entre trabalho e Direitos humanos torna-se contestável visto que, por um lado a Declaração Universal dos Direitos humanos visa defender e propagar a dignidade humana, mas, por outro lado, com o advento do sistema capitalista, o trabalho passa a ser um meio de exploração e dominação do ser humano por ele mesmo.
Abstract: El presente trabajo tiene por bjetivo hacer una problematizacion acerca del articulo XXIII de la Declaracion Universal de los Derechos humanos, que dice que “todo el ser humano tiene derecho al trabajo”. A partir de eso, se contesta la idea de que si en sistema capitalista, el trabajo puede ser um médio de emancipación humana. En un primer momento se busca presentar la cuestion del trabajo como um médio formador del ser social. En seguida, para acompanar ese pensamiento, se busca tratar de la importância del trabajo em el la obra de Karl Marx. A partir de eso se problematiza la cuestion lel trabajo, al abordar el cambio de sentido del trabajo encontrado en el avanzo del capitalismo. Se nota con los cambios sociales al rededor del trabajo um aspecto de alienación del ser humano en relacion a su trabajo. Con eso la relacion entre trabajo y Derechos humanos se torna contestable , por que, por un lado la Declaracion Universal de los Derechos humanos tiene por meta defender y propagar la dignidad humana, pero, por otro lado, con el surgimiento del capitalismo, el trabajo pasa a ser um médio de explotacion y dominacion del ser humano por el mismo.
Palavras-chave: Direitos Humanos
Trabalho Alienado
Capitalismo
Dignidade
Marx, Karl, 1818-1883
Derechos Humanos
Capitalismo
Dignidad
Marx, Karl, 1818-1883
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal do Pampa
Sigla da Instituição: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus Jaguarão
metadata.dc.publisher.program: Especialização em Direitos Humanos e Cidadania - 3ª Edição
Citação: SCARANO, Renan Costa Valle. Direitos humanos e trabalho: emancipação ou exploração?. 31p. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Especialização em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal do Pampa, Campus Jaguarão, Jaguarão, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3594
Data do documento: 14-Mar-2014
Aparece nas coleções:Especialização em Direitos Humanos e Cidadania

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RenanCostaValleScarano2014.pdfRenan Costa Valle Scarano 2014267,37 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.