Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3455
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Refletindo sobre o estatuto do idoso: em perspectiva o olhar da pessoa idosa
metadata.dc.creator: Avila, Maria Helena Weber
metadata.dc.contributor.advisor1: Pessôa, Elisângela Maia
metadata.dc.contributor.referee1: Pedersen, Jaina Raqueli
metadata.dc.contributor.referee2: Ouriques, Edison Ademir Padilha
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo é resultado de uma pesquisa intitulada “Refletindo sobre o Estatuto do Idoso: em perspectiva o olhar da pessoa idosa”. Teve como objetivo geral analisar como idosos inseridos em grupo de convivência compreendem a efetivação do Estatuto do Idoso para dar visibilidade a esta legislação enquanto possibilidade de direito. Como objetivos específicos, buscou compreender as legislações e políticas brasileiras que garantem os direitos dos idosos, identificar quais são as ações implementadas no CRAS Leonel Brizola do município de São Borja voltadas ao fortalecimento do direito do idoso, verificar se os idosos conhecem e têm utilizado o Estatuto para reivindicar direitos, identificar se os idosos acreditam que houve avanços em termos de direito com a promulgação do Estatuto do Idoso, e, por fim, pontuar desafios e possibilidades observadas pelos idosos na efetivação do Estatuto do Idoso. Buscou-se chamar a atenção sobre a importância desta legislação e da necessidade de assegurar os direitos da pessoa idosa, de forma a divulgar o Estatuto do Idoso e destacar a importância e/ou dever de ampliar os direitos e a autonomia das pessoas acima de 60 anos. O método a ser utilizado neste estudo foi o dialético-crítico, com aplicação de pesquisa de tipo qualitativa. A coleta de dados foi através de entrevista com aplicação de formulários junto aos usuários do Serviço de Convivência do CRAS Leonel Brizola, totalizando amostra de dez idosos. A análise ocorreu por análise de conteúdo. Ressalta-se a importância de propor discussões em torno do acesso a direitos dos idosos. Neste sentido, é necessário aprofundar o conhecimento e informação, com o intuito de possibilitar de forma democrática a consciente reflexão sobre o que é um direito e está assegurado pelos Estatutos e leis. Através da pesquisa, identificou-se que os idosos sabem que há legislações, porém não vêem sua materialização. Dessa forma, não possuem conhecimento e/ou clareza sobre seus direitos, ocasionando o não reconhecimento da pessoa idosa como sujeito de direitos. Neste sentido, fica evidente a necessidade de repensar propostas de trabalho processuais e contínuas junto ao Grupo de Convivência sobre os direitos fundamentais e essenciais do idoso, assim como ampliação de intervenções da equipe do CRAS junto à comunidade para que os idosos e a sociedade galguem clareza sobre questões pertinentes ao envelhecimento.
Abstract: The following study comes as result of a research named “Thinking about the Elderly Statute: a look from the elder view”. It has as general objective to analyze how the elderly, insert in an interactional group, understand the application of Elderly Statute in order to give visibility to such legislation as a right possibility. As specific objective, we sought to understand the laws as Brazilian politics, that guarantee the right to the elderly to identify which are the implemented actions on CRAS Leonel Brizola at São Borja city, turned to strengthening of the elderly rights; verify if the elderly do know and use the Elderly Statute to claim their rights; identify if they believe that there has been progress in terms of their rights from the point of Elderly Statute promulgation; and, at last, to point out challenges and possibilities observed by the elderly in the effectiveness of the Statute. It has sought to take attention on the importance if this legislation and the necessity to secure the elderly rights, in order to spread the Statute and emphasize and/or duty to amplify rights and autonomy of those above 60 years old. The used method were dialectic-critical, with qualitative application of the research. The data amount occurred through interview with application of formulary along the users of CRAS Leonel Brizola’s interactional service, totalizing 10 elders. The diagnosis happened through content analysis. The importance of proposing discussions around the rights access of these elders it’s a highline. On this subject, its needed to go deeper in knowledge and information, having as a goal the possibility of a conscious approach on what is a right, secured by Statutes and laws. The present research has identified that elderly understand such laws although they cannot see its materialization. Therefore, they do not have a bright knowledge and/or clarity over their rights, which leads to the non-recognition of elders as a right given person. In this sense, its evident the need of rethinking work proposes procedure and frequent along the interactional group over fundamental and essential elderly rights, as much as the amplification of the interventions fo CRAS crew along with community, so then elders and society can reach to clarity over questions about aging.
Keywords: Idosos
Direitos sociais
Idosos - Política governamental
Elderly
Social rights
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus São Borja
Citation: AVILA, Maria Helena Weber. Refletindo sobre o estatuto do idoso: em perspectiva o olhar da pessoa idosa. 2015. 85p. Trabalho de Conclusão do Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja, São Borja, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/3455
Issue Date: 10-Dec-2015
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Helena Weber Avila 2015.pdf607,53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.