Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/310
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Efeito protetor da hesperidina em um modelo da doença de parkinson induzida por 6-hidroxidopamina em camundongos
Protective effect of hesperidin in model of parkinson's disease 6-ohda induced in mice
metadata.dc.creator: Antunes, Michelle da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Jesse, Cristiano Ricardo
metadata.dc.description.resumo: A doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa crônica que tem como principal característica neuropatológica a depleção de dopamina (DA) estriatal. Essa diminuição de DA leva ao aparecimento dos sintomas motores da doença, tais como instabilidade postural, tremores em repouso, rigidez, bradicinesia, entre outros. É uma doença de causa multifatorial relacionada ao envelhecimento, fatores genéticos e ambientais. Existe um grande número de evidências correlacionando o estresse oxidativo com a DP, na qual se observa um desequilíbrio entre a geração de espécies reativas (ER) e os mecanismos de defesa celular, e é esse desequilíbrio que leva ao envelhecimento precoce, morte celular e desenvolvimento de patologias neurodegenerativas. Estudos demonstram que o consumo de uma dieta rica em flavonoides pode diminuir a incidência e sintomas de doenças neurodegenerativas. O objetivo do presente trabalho foi investigar o efeito da administração do flavonoide hesperidina sobre o comportamento em testes de memória, de depressão, e marcadores de estresse oxidativo em um modelo de DP induzida por 6-hidroxidopamina (6-OHDA) em camundongos com dezoito meses de idade da linhagem C57B/6J. Os animais foram 5 distribuídos aleatoriamente em quatro grupos: (1) veículo/veículo; (2) 6-OHDA/veículo; (3) veículo/hesperidina; (4) 6-OHDA/hesperidina. A neurotoxina 6-OHDA ou o veículo salina foram infundidos por injeção intracerebroventricular (i.c.v.) em uma só concentração (4 μg/2 μL em 0.9% NaCl com 0.2 μg/μL de ácido ascórbico). Após a injeção, os camundongos tiveram um período de recuperação de sete dias até o começo do tratamento. A hesperidina ou o veículo (50mg/kg) foram administrados pela via oral (gavagem) durante 28 dias. Após este período, os camundongos foram submetidos aos testes comportamentais (locomoção, memória e depressão) e à eutanásia. Os resultados demonstraram que o tratamento oral com hesperidina na dose de 50 mg/kg foi efetivo em diminuir o déficit cognitivo, o comportamento tipo depressivo; a diminuição dos níveis de espécies reativas (RS); o aumento das enzimas antioxidantes glutationa peroxidase (GPx), e catalase (CAT), além das defesas antioxidantes não enzimáticas totais (TRAP) e níveis de glutationa (GSH); na prevenção do aumento da glutationa redutase (GR). Além disso, o tratamento aumentou os níveis de DA, DOPAC e HVA no estriado em relação aos camundongos que não receberam o tratamento. Em conclusão, nós sugerimos que a administração com hesperidina foi eficaz em rever os danos cognitivos e marcadores de estresse oxidativo induzidos por 6-OHDA em camundongos, podendo contribuir como terapia alternativa na redução dos sintomas da DP.
Abstract: Parkinson's disease (PD) is a chronic neurodegenerative disorder which has as main characteristic neuropathological depletion of dopamine (DA) striatal. This loss of DA leads to the onset of motor symptoms, such as postural instability, resting tremor, rigidity, bradykinesia, among others. It is a multifactorial disease in age-related, genetic and environmental factors. There is a large evidences correlating oxidative stress with the DP, where there is an imbalance between the generation of reactive species (RS) and cellular defense mechanisms, and it is this imbalance that leads to premature aging, cell death and development of neurodegenerative disorders. Studies show that consumption of a diet rich in flavonoids can reduce the incidence and symptoms of neurodegenerative diseases. The objective of this study was to investigate the effect of administration of the flavonoid hesperidin on behavior in tests of memory, depression, and markers of oxidative stress in a model of PD induced by 6-hydroxydopamine (6-OHDA) in mice eighteen months old lineage C57B/6J. The animals were randomly divided into four groups: (1) vehicle / vehicle, (2) 6-OHDA/veículo, (3) vehicle / hesperidin, (4) 6-OHDA/hesperidina. The neurotoxin 6-OHDA or vehicle saline were infused intracerebroventricular (icv) in one concentration (4 mg / 2 ¶ l in 0.9% NaCl 7 with 0.2 mg / uL ascorbic acid). After injection, the mice have had a recovery period of seven days until the start of treatment. The hesperidin or vehicle (50mg/kg) was administered orally (gavage) for 28 days. After this period, the mice were subjected to behavioral tests (locomotion, memory and depression) and euthanasia. The results demonstrate that oral treatment with hesperidin dose of 50 mg / kg was effective in reducing the cognitive deficits, behavior depressive-like; reduced levels of reactive species (RS), the increase of antioxidant enzyme glutathione peroxidase (GPx) and catalase (CAT), and the total non-enzymatic antioxidant defenses (TRAP) and glutathione (GSH), in the prevention an increase of glutathione reductase (GR). Furthermore, the treatment increased the levels of DA, DOPAC and HVA in striatum compared to mice that received no treatment. In conclusion, we suggest that administration with hesperidin was effective in reviewing the cognitive damage and markers of oxidative stress induced by 6-OHDA in mice, which may contribute as an alternative therapy in reducing symptoms of PD.
Keywords: Neurodegeneração
Atividade antioxidante
Estresse oxidativo
Dopamina
Memória
Depressão
Neurodegeneration
Antioxidant activity
Oxidative stress
Dopamine
Memory
Depression
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.department: Campus Uruguaiana
URI: http://hdl.handle.net/riu/310
Issue Date: 5-Jul-2013
Appears in Collections:Mestrado e Doutorado em Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Michelle da Silva Antunes.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.