Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/280
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Correlação estatística entre os dados de freqüências genéticas e dados de prevalência de doença podem complementar os estudos de caso-controle para identificar loci susceptibilidade em estudos de associação genética
Other Titles: Statistical correlation between genetic frequencies data and prevalence of disease data could complement case-control assays for identify susceptibility loci in genome-wide association studies
metadata.dc.creator: Reis, Samara Marques dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Cañedo, Andrés Delgado
metadata.dc.description.resumo: Estudos de associação gene-doença mostraram uma relação entre TPH2 e a depressão em diferentes populações, estudos, no entanto, têm sido produzidos resultados contraditórios, sendo a Triptofano hidroxilase-2 (TPH2) uma enzima limitante da taxa na via sintética para a serotonina do cérebro, vários estudos relatam os polimorfismos da enzima TPH2. Dois grandes projetos, o HapMap e o 1000 genomas, organizaram a maioria dos polimorfismos a partir do estudo de várias populações disponibilizando estes dados. Este trabalho tem como objetivo desenvolver um método de estudo para obtenção de possíveis marcadores de predisposição a doença a partir da correlação entre os dados epidemiológicos e frequências populacionais de polimorfismos, baseado na hipótese de que se numa população existe maior frequência de uma determinada patologia determinada geneticamente, então as variantes envolvidas deveriam estar em maior frequência e vice-versa. O modelo usado foi o envolvimento de variantes do gene TPH2 na predisposição à depressão. Os dados obtidos com correlação positiva em um dos genótipos homozigotos e também no alelo deste homozigoto sugeriram a presença de 10 polimorfismos (14,49% do total) possivelmente envolvidos no desenvolvimento do processo depressivo. Estes dados foram comparados com dados da literatura envolvendo estudos do tipo caso controle. Nestes trabalhos foram estudados 20 dos 69 polimorfismos descritos para o gene TPH2. Com exceção de um único polimorfismo, todos os dados obtidos com a nossa estratégia apresentaram-se iguais aos dados da literatura, inclusive quanto ao alelo que determinaria predisposição à depressão quando demonstrada associação. Portanto, propomos esta estratégia como uma forma alternativa de se realizar estudos do tipo Genome-Wide Association sem a necessidade de estudos caso-controle, apenas usando dados epidemiológicos da doença, diminuindo o tempo e custo destes estudos.
Abstract: Disease-gene association studies reported a relation between the TPH2 and depression in different populations, however some studies have produced contradictory results, being the tryptophan hydroxylase-2 (TPH2) a limiting enzyme in the rate of synthetic route of serotonin in the brain, many studies reported the polymorphisms of the TPH2 enzyme. Two big projects, HapMap and 1000 genomes, organized the major part of these polymorphisms from the study of several populations becoming these data available. This work is aimed to develop a system to obtain possible predisposition markers of a disease from the correlation between epidemiological data and population frequencies of polymorphism, based in the hypothesis that if in a population there is more frequency of a certain kind of pathology genetically determined, the variables involved should be more frequent and vice-versa. The model used was the involvement of variables of the TPH2 gene in the predisposition of depression. The data obtained with positive correlation in one of homozygous genotypes and in the allele of this homozygous suggested the presence of 10 polymorphisms (total 14,49%) possibly related to the development of depression. These data were compared to literature data involving case control studies. In these work were studied 20 from 69 polymorphisms described to the TPH2 gene. With the exception of only one polymorphism, all the data obtained through the strategy proposed in this work have been equals to the literature data, including the allele that is determinant to the predisposition of depression when it is demonstrated the association. Therefore, it is proposed this strategy as an alternative to realize this kind of Genome-Wide Association studies without the necessity of a case control study, only using the epidemiological data from the disease, decreasing the time and the cost of this study.
Keywords: Polimorfismo
TPH2
Depressão
Research Subject Categories::MEDICINE
Polymorphs
Depression
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Publisher: Universidade Federal do Pampa
URI: http://hdl.handle.net/riu/280
Issue Date: 4-Mar-2015
Appears in Collections:Mestrado e Doutorado em Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SAMARA MARQUES DOS REIS .pdf1,13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.