Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/2127
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Estudo das propriedades mecânicas de uma matriz cimentícia com adição de cinza volante e reforçada com tecido de juta
metadata.dc.creator: Eichholz, Emanuele
metadata.dc.contributor.advisor1: Marangon, Ederli
metadata.dc.description.resumo: Neste trabalho foi investigada a influência do tecido de fibra de juta como reforço de matrizes cimentícias quando submetidas à esforços de tração direta e flexão em três pontos. Para melhorar a durabilidade da fibra em meio alcalino, uma matriz com substituição de 50% de cimento Portland CPV-ARI por cinza volante foi empregada. Para avaliar se a matriz desenvolvida foi capaz de controlar a degradação da fibra, os ensaios foram realizados após seis meses de envelhecimento natural. Para a caracterização das matrizes desenvolvidas, ensaios à compressão instrumentados com strain-gages foram realizados. A matriz sem adição mineral obteve resistência à compressão de 79,21 MPa e módulo de elasticidade de 37,29 GPa. A matriz com adição de cinza volante alcançou resistência à compressão de 58,61 MPa e módulo de elasticidade de 29, 25 GPa. Entretanto, nos ensaios de flexão em três pontos e de tração direta, as matrizes não apresentaram diferença significativa nos valores de resistências máxima. Para os compósitos reforçados submetidos ao ensaio de flexão em três pontos, as amostras feitas a partir da matriz sem adição de cinza volante apresentaram melhores resultados. Nesse ensaio as amostras reforçadas com três camadas de fibra apresentaram tensão máxima superior às de cinco de camadas, entretanto, as amostras reforçadas com cinco camadas de fibra conseguiram manter maior porcentagem de tensão após fissuração. No ensaio de tração direta, os compósitos reforçados com cinco camadas apresentaram resultados superiores aos de três camadas; para os compósitos sem a adição mineral, apenas duas amostras apresentaram comportamento strain-softnening, enquanto que nos compósitos com adição de cinza volante, este número aumentou para 6. Através do ensaio de flexão em três pontos e de tração direta, avaliou-se que a utilização de reforço de juta reduziu a tensão de pico, mas contornou o comportamento frágil das matrizes cimentícias. Acredita-se que a trabalhabilidade das misturas produzidas não foi adequada, o que ocasionou a existência de espaços vazios e por consequência ocasionou a queda das tensões máximas dos compósitos. A substituição parcial do cimento Portland pela cinza volante não foi suficiente para garantir a integridade da fibra e em decorrência dos 6 meses de envelhecimento natural a fibra de juta estava deteriorada na data dos ensaios.
Abstract: In this work the influence of jute fiber textile as reinforcement of cement mortar when submitted to direct tensile strength and at three points bending are discussed. To increase the fiber durability in alkaline environment a matrix with partial Portland cement replacement by 50% of fly ash was used. To evaluate if the developed matrix was able to control the degradation of fiber, the tests were done after six months of natural aging. For the characterization of the developed matrices, compression tests instrumented with strain-gages were performed. The ordinary Portland cement matrix obtained compressive strength of 79.21 MPa and modulus of elasticity of 37.29 GPa. The fly ash matrix achieved compressive strength of 58.61 MPa and modulus of elasticity of 29.25 GPa. However, in the three point bending and direct tensile strength tests, the matrices did not present a significant difference between the values of maximum strength. For the reinforced composites submitted to the three point bending test, the samples made from the matrix without the addition of fly ash presented better results. In this test, the reinforced specimens with three layers of fiber presented maximum tension higher than those with five layers, but the samples reinforced with five layers of fiber were able to maintain a higher percentage of tension after cracking. In the direct tensile test, the reinforced composites with five layers presented results better than those of three layers. For the composites without the mineral addition, only two samples presented strain-softening behavior, while in the composites with addition of fly ash this number increased to 6. Through the three point bending test and direct tensile test, it was realized that the use of jute reinforcement reduced the maximum stress, but bypassed the brittle behavior of the cementitious matrices. It is believed that the workability of the mortars produced was not adequate, which caused the existence of empty spaces and consequently caused the decreased of the composites maximum tensions. The partial replacement of Portland cement by fly ash was not enough to ensure fiber integrity and as a result of 6 months of natural aging the jute fiber was deteriorated at the test date.
Keywords: Engenharia civil
Compósitos cimentícios
Juta
Tecido
Cinza volante
Civil engineering
Cement composites
Jute
Fabric
Fly ash
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.initials: UNIPAMPA
metadata.dc.publisher.department: Campus Alegrete
Citation: EICHHOLZ, Emanuele. Estudo das propriedades mecânicas de uma matriz cimentícia com adição de cinza volante e reforçada com tecido de juta. 62p. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Pampa, Campus Alegrete, Alegrete, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/2127
Issue Date: 27-Nov-2017
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EMANUELE EICHHOLZ - 2017.pdf2,89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.