Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/1647
Tipo: Dissertação
Título: Infusão contínua de dipirona em cadelas: efeitos cardiorrespiratórios e analgésicos
Autor(es): Gorczak, Rochelle
Primeiro Orientador: Thiesen, Roberto
Beckmann, Diego Vilibaldo
Resumo: A dipirona é um analgésico eficaz para o manejo da dor pós-operatória moderada ou grave, podendo ser utilizado isoladamente em dores leves ou associado a outros analgésicos em qualquer tipo de dor, gerando diversos benefícios ao paciente. O presente estudo teve como objetivo avaliar os parâmetros cardiorrespiratórios no transoperatório, além da analgesia no período trans e pós-operatório de cadelas que receberam infusão contínua (IC) de dipirona. Para o estudo, 20 cadelas foram submetidas ao procedimento de Ovariohisterectomia eletiva. A medicação pré-anestésica foi composta pela associação de acepromazina e morfina, seguida da indução com propofol e manutenção com isofluorano. Posteriormente, os animais foram alocados, aleatoriamente, em dois grupos: dipirona (GD), que receberam bolus de dipirona (25 mg/kg) seguido da IC do fármaco na taxa de 10 mg/kg/h, e grupo controle (GC), cujos animais receberam o bolus e IC de solução de NaCl 0,9%, ambos os grupos na velocidade de 5 mL/kg/h. Variáveis paramétricas foram analisadas pela ANOVA seguida pelo teste de Tukey (p<0,05) e comparadas entre os grupos pelo teste t pareado. Variáveis não paramétricas foram analisadas pelo teste de Friedman seguido pelo teste de Dunn’s. Entre os grupos, essa avaliação foi realizada pelo teste de Mann-Whitney (p<0,05). Foram observadas diferenças estatísticas entre os momentos em ambos os grupos em relação à FC, f, PAS, PAM, PAD, PPT, glicemia, neutrófilos segmentados e linfócitos. Entre os grupos, houve apenas diferenças nos valores basais de PAM, número de eosinófilos, de neutrófilos segmentados e tempos cirúrgicos. No entanto, a maioria dos valores manteve-se dentro da faixa considerada fisiológica para a espécie. As avaliações da analgesia pós-operatória foram realizadas por um período de 24h, utilizando a Escala Composta de Dor de Glasgow e a Escala da Universidade de Melbourne, não sendo observadas diferenças entre os grupos. A utilização do fármaco como adjuvante a anestesia não alterou os parâmetros cardiorrespiratórios, nem os exames hematológicos realizados. A analgesia pós-operatória foi semelhante entre os grupos.
Abstract: Dipyrone is an effective analgesic for the management of moderate or severe postoperative pain, can be used alone in mild pain or associated with other analgesics in any type of pain, generating several benefits to the patient. The present study aimed to evaluate cardiorespiratory parameters in the intraoperative period, and analgesia in the trans and postoperative period, in dogs receiving constant rate infusion (CRI) of dipyrone. For the study, 20 canine females were submitted to elective ovariohysterectomy procedure. The preanesthetic medication was composed by the association of acepromazine and morphine, followed by induction with propofol and maintenance with isoflurane. Afterwards, the animals were divided randomly into two groups: dipyrone (GD), who received dipyrone boluses (25 mg/kg) intravenous, followed by the CRI of the drug at the rate of 10 mg/kg/h, and control group (CG), whose animals received the bolus and IC of 0.9% NaCl solution, both groups at a rate of 5 mL/kg/h. Variables with normal distribution were evaluated by ANOVA followed by the Tukey test (p<0,05) and compared between groups by paired t-test. Non-parametric variables were analyzed by Friedman test followed by Dunn's test. Among the groups, this evaluation was performed by the Mann-Whitney test (p<0,05). Statistical differences were observed between time points in both groups regarding HR, f, SBP, MBP, DBP, PPT, glycaemia, segmented neutrophils and lymphocytes. Among these two groups, there were only differences in baseline MBP, number of eosinophils, segmented neutrophils and surgical times. However, most values remained within the physiological range considered for the species. The postoperative analgesia assessments were performed for a period of 24 hours, using Glasgow Composite Pain Scale and Range of the University of Melbourne, no differences were observed between groups. The use of the drug as an adjunct to anesthesia did not alter the cardiorespiratory parameters, Nor haematological examinations performed. Postoperative analgesia was similar between the groups.
Palavras-chave: Metamizol
Anestesia veterinária
Anestesia
Metamizole
Pain
Anesthesia
Dog
Cão
Cães
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Editor: Universidade Federal do Pampa
metadata.dc.publisher.department: Campus Uruguaiana
Tipo de Acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://hdl.handle.net/riu/1647
Data do documento: 30-Mar-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ROCHELLE GORCZAK.pdf1,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons